terça-feira, 30 de março de 2010

Estudo diz que fumantes são menos inteligentes

0 comentários
Além de fazer mal aos pulmões e de causar ataque cardíaco, o cigarro também pode diminuir o QI (quociente intelectual) de uma pessoa, revelou um estudo realizado com 20 mil voluntários jovens pelo Centro Médico Sheba do Hospital Tel Hashomer, em Israel.

Pessoas jovens que fumam regularmente tendem a possuir um menor nível de inteligência do que aquelas que não fumam, revelou nesta segunda-feira (29) o jornal inglês Daily Mail. Quanto mais inveterado o fumante, menor o QI.

Pessoas que fumam um ou mais maços de cigarros por dia obtiveram um QI, em média, 7,5 pontos menor do que os que não fumam. Um típico fumante entre 18 e 21 anos tem um QI de 94 enquanto um não fumante da mesma faixa etária tem, em média, um de 101. Aqueles que fumam mais de um maço por dia têm QIs baixos em torno de 90. A inteligência média vai de 84 a 116 pontos.

O chefe da pesquisa, Mark Heiser, disse que ainda não está claro se o cigarro causa a queda no nível de QI ou se pessoas menos inteligentes tendem mais a fumar.

- O certo é que as pessoas com QI baixo são aquelas que decidem fumar. Não é uma questão de status socioeconômico, se eles são pobres ou são um nível menor de escolaridade.

Weiser sugeriu que os resultados poderiam confirmar uma convicção antiga de que pessoas com menores QIs tendem a tomar decisões piores em relação à sua saúde – por isso são mais propensos a usar drogas, a comer alimentos menos saudáveis e a fazer menos exercícios.

O estudo poderia ser usado na prevenção do tabagismo em jovens com QIs mais baixos. Os pesquisadores descobriram que 28% dos adolescentes entrevistados fumam um ou mais cigarros por dia, 3% admitiram ter fumado no passado e 68% dos jovens do sexo masculino nunca fumaram.

Os cientistas ainda não conseguem explicar a ligação entre os danos ao funcionamento do pulmão e o envelhecimento cognitivo, mas sugerem que o tabagismo poderia colocar em estresse oxidativo, que causa danos ao DNA.

Fonte: R7

Prossegue a polêmica dos escândalos de pedofilia envolvendo o Papa Bento XVI

0 comentários
“O maior pecador da Igreja ” ou um Papa perseguido injustamente pelas denúncias de pedofilia que minam o catolicismo? A polêmica prosseguia neste sábado quanto às acusações de que Bento XVI teria acobertado vários casos de abusos sexuais de seus padres.

“Como padres (pedófilos) puderam continuar exercendo o sacerdócio e celebrando a comunhão?”, questiona o jornal britânico Independent em sua edição deste sábado.

Na Espanha, um professor de teologia, citado pelo jornal El País, se surpreende com “a facilidade com que, em relação ao IVG, a hierarquia católica estabelece uma relação direta entre pecado e delito e sua dificuldade em fazer a mesma coisa em relação aos abusos sexuais cometidos por pessoas consagradas a Deus “.

“A Igreja de Roma está vivendo, talvez, o momento mais difícil do pontificado de Bento XVI”, analisa o jornal Corriere della Sera.

“Mais a Igreja defende a transparência, mais as comportas se abrem e saem à luz casos enterrados nas catacumbas do esquecimento”, escreveu o editor Pierluigi Battista no Corriere.

Segundo uma pesquisa divulgada pela revista alemã Stern, 17% dos alemães dizem confiar na Igreja católica (contra 29% no fim de janeiro) e 24% no Papa (contra 38%).

Mas nem todos são tão generosos para com o Sumo Pontífice. “O Papa é certamente o maior pecador de toda a Igreja católica”, assevera um leitor ao jornal suíço Le Matin.

Várias vozes se levantam tanto para exigir o fim da “conspiração contra o Papa” e “uma operação verdade” sobre o funcionamento da Igreja.

Há meses, a lista dos países envolvidos nesses escândalos de padres pedófilos: Irlanda, onde as vítimas de padres ou religiosos são contados às centenas, Alemanha, Holanda, Áustria, Suíça, Espanha, Itália…

Já visado como chefe de uma Igreja que conta um bilhão de fiéis no mundo, o Papa está agora diretamente atingido. Segundo o New York Times, ele teria se recusado a punir, em 1996, um padre americano acusado de ter molestado, repetidamente, 200 crianças surdas.

O Vaticano justificou, explicando que Joseph Ratzinger, futuro Bento XVI, não havia sido informado senão 20 anos depois, quando o padre em questão estava velho e doente.

Na edição de sexta-feira, o jornal americano acusou Bento XVI, então arcebispo de Munique, de ter deixado um sacerdote pedófilo alemão retomar suas atividades numa paróquia, sob o risco de cometer novos abusos. O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, desmentiu.

E tudo isso certamente, ainda não acabou. “É um efeito de bola de neve, as vítimas não têm mais vergonha de falar”, estima o vaticanista Bruno Bartoloni.

“É evidente que a sensibilidade aumentou com o tempo. O fenômeno tem, hoje, uma dimensão pública, uma importância que não existia antes”, analisa Monsenhor Gianfranco Girotti, um alto dirigente do Vaticano.

Muitos destacam que a Caixa de Pandora foi aberta pelo próprio Bento XVI, quando exigiu transparência por parte da Igreja.

Enquanto prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, ex-tribunal do Santo Ofício, de 1981 a 2005, Ratzinger estava em posição privilegiada para se dar conta da gravidade do fenômeno.

Será por que “viveu o drama entre a força da verdade e a pressão institucional para abafar os casos?”, como sugere Giancarlo Zizola do jornal La Repubblica ? Ou por que a pressão da mídia passou a ser muito forte, após os enormes escândalos nos Estados Unidos e na Austrália, nos anos 2000 ? Em todo o caso, ele nunca parou de denunciar estes “crimes abomináveis” e defendeu “sua total transparência”.

As últimas revelações acontecem num momento em que ele publicou, domingo, uma carta aos católicos irlandeses, qualificada até por seus detratores, de “corajosa”, onde expressava sua “vergonha” e pedia que os culpados fossem levados à justiça.

Daí o sentimento do Vaticano e dos bispos na Itália, na Grã-Bretanha e na França de que Bento XVI é vítima de um “complô”, de “difamação”, de acusações “injustas”.

Embora os ataques se concentrem sobre ele, como destaca o comentarista Zizola, Joseph Ratzinger teve durante anos como superior o Papa João Paulo II.

Mas o carismático Karol Wojtyla, com processo de beatificação em curso, possuía uma grande popularidade.

Ao contrário, o pontificado de Bento XVI, iniciado no dia 19 de abril de 2005, foi marcado por muitas polêmicas: seu passado na juventude hitlerista, suas declarações sobre as relações entre o Islã e a violência ou sobre o uso de preservativos e a Aids.

O levantamento da excomunhão de quatro bispos fundamentalistas, entre eles o negacionista Richard Williamson foi motivo de uma grande controvérsia, em janeiro de 2009. Enfim, a decisão de retomar o processo de beatificação de Pio XII, acusado de ter guardado silêncio durante o Holocausto, está longe de ter ajudado a aumentar sua popularidade.

Fonte: G1

Bill Gates quer vacinas para reduzir a população

0 comentários
Quando o co-fundador da Microsoft e promotor do controle populacional Bill Gates falou recentemente sobre usar vacinas para reduzir a população mundial, ele deu início a uma onda de especulação sobre sua possível insinuação de campanhas disfarçadas de esterilização. De acordo com a Fundação Gates, porém, o multimilionário de fato defende o uso de vacinas para diminuir a mortalidade infantil — algo que ele afirma que realmente diminui o crescimento da população.

Os comentários de Gates ocorreram enquanto ele estava dando um discurso numa conferência de TED (tecnologia, entretenimento e design) sobre como os seres humanos podem reduzir suas emissões de CO2 a fim de reduzir o aquecimento global. “A temperatura só vai parar de subir”, afirmou ele, “quando chegarmos a quase zero [em emissões de carbono].

Pelo fato de que a quantidade de CO2 emitida tem relação com a população humana, Gates mencionou resumidamente meios de reduzir a projetada população mundial, inclusive “serviços de saúde reprodutiva” — aborto e contracepção — bem como vacinas.

“Ora, se realmente fizermos um grande trabalho na criação de novas vacinas, assistência de saúde, serviços de saúde reprodutiva, abaixaremos a população mundial em 10 ou 15 por cento”, disse ele.

Gates é famoso por financiar medidas de controle populacional pró-aborto — mas a referência que Gates fez sobre vacinas imediatamente lançou especulações com relação ao uso de tais drogas para disseminar agentes esterilizantes em grande escala.

Campanhas de vacinação no passado foram encobertamente usadas para esterilizar mulheres. Em 1995, o Supremo Tribunal das Filipinas descobriu que as vacinas usadas numa campanha de vacinação antitetânica do UNICEF continham o B-hCG, que quando dado numa vacina, destrói permanentemente a capacidade de uma mulher sustentar uma gravidez. Aproximadamente três milhões de mulheres já haviam tomado a vacina.

Apesar disso, Gates afirma trabalhar com uma perspectiva aparentemente contraditória de que diminuindo-se a mortalidade infantil também diminui-se o crescimento da população. Em resposta a uma pergunta de LifeSiteNews, a Fundação Gates — observando que Gates havia discursado no evento de TED exclusivamente a título pessoal — apontou para o fato de que Gates disse em sua Carta Anual de 2009 que um “fato surpreendente, mas crítico, é que reduzir o número de mortes [infantis] realmente reduz o crescimento populacional”.

Ele continuou, explicando que a teoria de que pais terão mais filhos quando a mortalidade infantil é elevada, a fim de garantir que vários filhos sobrevivam para cuidar deles quando envelhecerem.

“Se melhorarmos o sistema de saúde numa sociedade… de forma surpreendente, o crescimento populacional cai”, Gates disse para a CNN em 2008. “E é por isso que os pais precisam ter alguns filhos para sobreviver na vida adulta para cuidar deles quando ficarem velhos”.

“E assim, se eles pensam que ter filhos é o que eles precisam fazer para ter pelo menos dois para sobreviver, é isso o que eles farão. E o que é estupendo é que no mundo inteiro, à medida que o sistema de saúde melhora, então o crescimento populacional é realmente reduzido”.

A Fundação Bill e Melinda Gates recentemente se comprometeu a doar dez bilhões de dólares para vacinar crianças no mundo inteiro.

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

sábado, 27 de março de 2010

Xuxa satânica? Hello Kitty é do diabo? Mensagens subliminares na Disney? Confira as Verdades e Mentiras

0 comentários
Com certeza você já deve ter ouvido falar que a Xuxa fez pacto com o diabo, há mensagens satânicas nas músicas dos Beatles, a boneca Hello Kitty é consagrada ao diabo, o nome da maionese Hellman´s significa “homem do inferno”, os filmes da Disney tem mensagens subliminares, o boneco do Fofão tinha dentro de seu corpo o tridente de satã, a TV Globo é satanica e etc… São tantas histórias que todo mundo se confunde entre a realidade e o mito.

Essas e outras lendas urbanas evangélicas ganharam grande divulgação com o envio constante de e-mails no formato de power point. Foi assim que provavelmente você recebeu essas notícias. Mas resta a dúvida: são verdadeiras?

Há casos em que há até boicotes a produtos e várias a acusações a pessoas públicas. Há rumores de que a Xuxa fez pacto com demonio há muitos anos, mas a história ficou famosa com o depoimento do ex bruxo mais famoso do Brasil, o Chico, a uma igreja evangélica. Em seguida ganhou força com pregações de um pastor brasileiro e ganhou bases após as conversões de alguns ex paquitos.

No testemunho, o ex bruxo afirmou que foi ele quem fez os pactos e atestou veemente que a apresentadora infantil adorava ao diabo e não poderia pronunciar o nome de Jesus, daí o motivo de ela sempre repetir “o cara lá de cima”. Ele ainda disse que outro “termo” do pacto incluiria que ela nunca poderia se casar, nem ter envolvimento amoroso com homens. Esse seria o motivo de ela ter feito inseminação artificial quando engravidou de sua filha Sasha. Também é dito que algumas músicas da apresentadora possuem mensagens subliminares satânicas. Esse caso da cantora Xuxa é dito com verdadeiro e não apenas Lenda.

As lendas mais famosas

Tem história tão famosa que tem repercussão mundial. São lendas que quebram barreiras de tempo e lugar e invadem o imaginário coletivo, principalmente dos evangélicos. De boicotes a expulsão de demônios, evangélicos protestam mesmo contra alguns produtos.

Mensagem Subliminar Disney
Em vários filmes da Disney tem mensagens subliminares ou satânicas, segundo alguns estudiosos e fanáticos. Este é outro caso comprovadamente verdadeiro, não sendo apenas uma lenda e tendo um grande histórico de provas. Confira algumas das mais famosas e intrigantes:

Fantasia: no filme Fantasia de 1940, Mickey aparece com um chapéu de feiticeiro com pentagramas e meia-lua, antigos símbolos usados em feitiçaria. O filme termina como uma espécie de ritual satânico, com o demônio capturando e engolindo várias almas em noite de Halloween.

Cinderela: em uma cena, Cinderela afirma que seu gato Lúcifer tem um lado bom. Na cena em que Cinderela coloca seu gato para fora de casa sua sombra se mistura a dele, formando uma caveira.

Pequena Sereia: o desenho do palácio de Ariel parece ser um pênis.

Hello Kitty Satânica
A lenda de que a gatinha não tem boca surgiu porque a filha da criadora da boneca teve câncer bocal aos 14 anos e ela invocou o diabo, prometendo que se curasse a sua filha ela consagraria uma boneca a ele. Outro motivo seria porque a Hello Kitty não queima. A explicação científica para essa afirmação é que as empresas, preocupadas com a segurança das crianças, usam produtos que visam a não-propagação do fogo.

Até o nome da boneca tem uma explicação dita “satânica”: Hello (Olá – no idioma inglês), e Kitty (demônio – em japonês). Para os céticos essa versão não é válida porque a origem da palavra é inglesa, que significa gatinha, significando “Olá Gatinha!”.

Hellman´s e o inferno
Muitas pessoas acreditam que a palavra Hellmans significa homem do inferno. Porém segundo a empresa a história é outra. Em 1903, o imigrante alemão Richard Hellman chegou aos EUA e em 1905 abriu um delicatessen na cidade de Nova York. A receita seria de sua mulher e era vendida em sua loja para acompanhar saladas prontas, mas com o passar dos anos tornou-se tão popular que começou a ser vendida em potes, acondicionados em caixas de madeira, para ser usada como manteiga. Inicialmente, Hellmann vendeu duas versões da receita e, para diferenciá-las, enrolou uma fita azul no pote de uma delas. A demanda pelos potes com a fita azul era tão grande que em 1912 Hellmann idealizou uma etiqueta azul para colar no pote, muito semelhante ao logotipo atual. Este ano ficou oficialmente conhecido como o lançamento da tradicional maionese, introduzida no mercado com o nome de Hellmann’s Blue Ribbon Mayonnaise. O sucesso foi tão grande que a maionese passou a ser produzida em pequenas fábricas e distribuída por uma frota de caminhões. O que provaria que a marca de maionese não é “do demônio”.

Mc Donald´s e o tridente do diabo
O motivo da acusação à rede de fast food é porque algumas pessoas asseguram verem o tridente do diabo no logotipo do grupo (um “M” amarelo estilizado). A empresa nunca divulgou nenhuma nota a respeito da afirmação. O boato foi esquecido por muitos após Joan Kroc, viúva do presidente da megacorporação, Ray, ter doado cerca de US$ 1,5 bilhão, equivalente a R$ 4 bi – à Igreja Evangélica Exército de Salvação, que se dedica à pregação do Evangelho e ao socorro aos desvalidos.

Procter & Gamble e o pacto com o diabo
A lenda com empresa detentora de produtos como Duracell, Gillette e Pampers existe desde 1980 e começou no Mississipi, quando ao olhar para o antigo logotipo da empresa, um indivíduo não identificado, acreditou ser “satânico”, vendo numa lua um velho rodeado por 13 estrelas que formavam o 666. O logo da empresa, que existia desde 1851, na verdade fazia referência às 13 colônias norte-americanas.

A lenda tomou maiores proporções após o boato de uma suposta declaração do presidente em um programa de TV dos EUA dizendo que 10% dos lucros da corporação eram destinados à igreja de satanás em território americano.

A história piorou quando o dirigente da P&G teria dito que não temia qualquer retaliação por parte dos evangélicos contra os seus produtos, o que acabou causando uma verdadeira cruzada contra a empresa, que atingiu até o Brasil, onde evangélicos zelosos evitaram até mesmo vestir seus bebês com as fraldas fabricadas pela empresa, já que, como se dizia, as peças tinham escondida, a imagem da besta.

Além de a declaração do presidente da P&G nunca ter sido dada, os cinco diferentes apresentadores mencionados no boato desmentiram que a entrevista tivesse sido feita. Também não existe nenhuma prova que realmente exista marca satânica nos rótulos dos produtos da multinacional.

Após os processos judiciais, todos ganhos pela P&G, contra 15 pessoas acusadas de plantar boatos (entre eles 6 representantes da Amway, empresa concorrente da P&G) e anos respondendo às cartas e telefonemas de clientes, em abril de 1985, a P&G retirou o logotipo da empresa para acabar com os boatos, o que não adiantou muito, os boatos ressurgiram na internet anos depois.

Novos boatos sobre marcas e pessoas famosas surgem a cada dia, assim como também novas verdades, por isso é cada vez mais difícil distinguir o que é verdade e o que não é.

Fonte: Gospel+

Nota: O Gospel+ não está defendendo ninguém com esta notícia, afinal não conhecemos o coração do homem, só Deus sabe as verdades que não sabemos. Como colocamos no fim da notícia, com certeza tem verdades e mentiras nessas informações, mas somos um site para informar e não para opinar, para isso tem o campo de comentários exclusivo para vocês, usuários.
Gospel Mais

domingo, 21 de março de 2010

As Confusões do livro "A Cabana"

0 comentários
Introdução

Já faz tempo que o liberalismo teológico tem assediado e invadido uma boa parte do campo evangélico brasileiro. Os prejuízos para a pregação do evangelho têm sido enormes. A decadência doutrinária aumenta com rapidez e muitos crentes estão cada vez mais confusos.

Por várias décadas, o liberalismo teológico vem ganhando espaço nas denominações históricas e em seus seminários. Nos últimos anos, porém, alguns segmentos pentecostais foram atingidos por essa corrente de pensamento, algo inimaginável até então, pois, ser pentecostal significa crer no poder e na Palavra de Deus.

A exemplo dos liberais, alguns pentecostais se julgam espertos o suficiente para duvidar de Deus e da sua Palavra. Hostilizar o cristianismo, exaltar a dúvida e questionar a Bíblia Sagrada tornou-se para muitos um sinal de academicismo e inteligência.

É o que vemos hoje através das igrejas emergentes, que pregam uma ortodoxia generosa, ¹ onde as verdades e temas vitais da fé cristã perdem sua importância. Tudo indica que há uma apostasia se instalando em muitas igrejas evangélicas, algo já predito na Palavra de Deus e que aponta para a volta de Cristo (2 Ts 2.3; 2 Tm 4.1; 2 Tm 4.1-4; 2 Pe 2.1).

É num solo assim, fértil para a semeadura e crescimento de distorções das doutrinas centrais da fé cristã que surge o livro A Cabana ² promovendo o liberalismo teológico e fazendo sucesso entre os evangélicos e a sociedade em geral.

Este artigo apresenta uma breve análise, à luz da Bíblia, sobre esse best-seller a fim de responder algumas indagações de muitos cristãos.

____________________________________
¹ Brian McLaren. Uma ortodoxia generosa. Brasília. Editora Palavra. 2007. Este livro promove muitas das propostas denunciadas neste estudo.
² YOUNG, William P. A cabana. Rio de Janeiro. Editora Sextante. 2008.

I – Definições

Liberalismo teológico: Movimento da teologia protestante que surgiu no século XIX com o objetivo de modificar o cristianismo a fim de adaptá-lo à cultura e à ciência modernas.

O liberalismo rejeita o conceito tradicional das Escrituras Sagradas como revelação divina proposital e detentora de autoridade, preferindo o conceito de que a revelação é o registro das experiências religiosas evolutivas da humanidade. Apregoa também um Jesus mestre e modelo de ética, e não um redentor e Salvador divino.

Pluralismo religioso: A crença de que há muitos caminhos que levam a Deus, que há diversas expressões da verdade sobre ele, e que existem vários meios válidos para a salvação.

Relativismo: Negação de quaisquer padrões objetivos ou absolutos, especialmente em relação à ética. O relativismo propala que a verdade depende do indivíduo ou da cultura.

Teologia relacional (teísmo aberto): Conceito teológico segundo o qual alguns atributos tradicionalmente ligados a Deus devem ser rejeitados ou reinterpretados. Segundo seus proponentes, Deus não é onisciente e nem onipotente. A presciência divina é limitada pelo fato de Deus ter concedido livre-arbítrio aos seres humanos.

II – O livro A cabana

A história do livro

Durante uma viagem que deveria ser repleta de diversão e alegria, uma tragédia marca para sempre a vida da família de Mack Allens: sua filha mais nova, Missy, desaparece misteriosamente. Depois de exaustivas investigações, indícios de que ela teria sido assassinada são encontrados numa velha cabana.

Imerso numa dor profunda e paralisante, Mack entrega-se à Grande Tristeza, um estado de torpor, ausência e raiva que, mesmo após quatro anos de desaparecimento da menina, insiste em não diminuir.

Um dia, porém, ele recebe um bilhete, assinado por Deus, convidando-o para um encontro na cabana abandonada. Cheio de dúvidas, mas procurando um meio de aplacar seu sofrimento, Mack atende ao chamado e volta ao cenário de seu pesadelo.

Chegando lá, sua vida dá uma nova reviravolta. Deus, Jesus e o Espírito Santo estão à sua espera para um “acerto de contas” e, com imensa benevolência, travam com Mack surpreendentes conversas sobre vida, morte, dor, perdão, fé, amor e redenção, fazendo-o compreender alguns dos episódios mais tristes de sua história (Informações extraídas da orelha do livro).

O livro é uma ficção cristã, um gênero que cresce muito na cultura cristã contemporânea e comunica sua mensagem de uma forma leve e fácil de se ler. O autor, William P. Young trata de temas vitais para a fé cristã tais como: Quem é Deus? Quem é Jesus? Quem é o Espírito Santo? O que é a Trindade? O que é salvação? Jesus é o único caminho para Deus?

III – Pontos principais do livro³

1. Hostilidade ao cristianismo

“As orações e os hinos dos domingos não serviam mais, se é que já haviam servido... A espiritualidade do Claustro não parecia mudar nada na vida das pessoas que ele conhecia... Mack estava farto de Deus e da religião...” (p. 59).

“Nada do que estudara na escola dominical da igreja estava ajudando. Sentia-se subitamente sem palavras e todas as suas perguntas pareciam tê-lo abandonado” (81).

Resposta bíblica: Jesus disse que as portas do inferno não prevaleceriam contra a sua Igreja (Mt 16.18).

2. Experiência acima da revelação

As soluções para os probemas da vida surgem de experiência extrabíblicas e não da Palavra de Deus. As alegadas revelações da “Trindade” são a base de todo o enredo do livro. Mesmo fazendo alusões às verdades bíblicas, elas não são a base autoritativa da mensagem.

3. A rejeição de Sola Scriptura

A Cabana rejeita a autoridade da Bíblia como o único instrumento para decidir as questões de fé e prática. Para ouvir Deus, Mack é convidado a ouvir Deus numa cabana através de experiências e não através da leitura e meditação da Bíblia Sagrada.

Resposta bíblica: Rm 15.4: “Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança”.

2 Tm 3.16, 17: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a coreção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra”.

A igreja não precisa de uma nova revelação mas de iluminação para entender o que foi revelado nas Escrituras.

4. Uma visão antibíblica da natureza e triunidade de Deus

Além de errar sobre a Bíblia, A Cabana apresenta uma visão distorcida sobre a Trindade. Deus aparece como três pessoas separadas, o que pode ser chamado de triteísmo.

O autor tenta negar isso ao escrever: “Não somos três deuses e não estamos falando de um deus com três atitudes, como um homem que é marido, pai e trabalhador. Sou um só Deus e sou três pessoas, e cada uma das três é total e inteiramente o um” (p. 91).

Young parece endoçar uma pluralidade de Deus em tres pessoas separadas: duas mulheres e um homem (p. 77). Deus o pai é apresentado como uma negra enorme, gorda (p. 73, 74, 75, 76, 79), governanta e cozinheira, chamada Elousia (p.76)).

Jesus aparece como um homem do Oriente Médio, vestido de operário, com cinto de ferramentas e luvas, usando jeans cobertos de serragem e uma camisa xadrez com mangas enroladas acima dos cotovelos, mostrando so antebraços musculosos. Não era bonito (p. 75).
________________________________
³ Algumas idéias foram extraídas de um trabalho publicado por Norman Geisler: “Norm Geisler Takes “The Shack”to the Wood Shed. Acessado em 18 de dezembro de 2008. www.thechristianworldview.com

O Espírito Santo é apresentado como uma mulher asiática e pequena (p. 74), chamada Sarayu (p. 77, 101).

Resposta bíblica: Dentro da natureza do único Deus verdadeiro há três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. São três pessoas distintas, mas, não separadas como o livro apresenta. Além disso, o Pai e o Espírito Santo não possuem um corpo físico. Veja Jó 10.4; João 4.24 e Lucas 24.39.

5. A punição do pecado

O livro apregoa que Deus não castiga os pecados: “Mas o Deus que me ensinaram derramou grandes doses de fúria, mandou o dilúvio e lançou pessoas num lago de fogo. — Mack podia sentir sua raiva profunda emergindo de novo, fazendo brotar as perguntas, e se chateou um pouco com sua falta de controle.

Mas perguntou mesmo assim: — Honestamente, você não gosta de castigar aqueles que a desapontam”? Diante disso, Papai interrompeu suas ocupações e virou-se para Mack. Ele pôde ver uma tristeza profunda nos olhos dela.

— Não sou quem você pensa, Mackenzie. Não preciso castigar as pessoas pelos pecados. O pecado é o próprio castigo, pois devora as pessoas por dentro. Meu objetivo não é castigar. Minha alegria é curar. — Não entendo...”

Resposta bíblica:

A Cabana mostra um Deus apenas de amor e não de justiça. Apesar da Bíblia ensinar que Deus é amor, não falha em apresentá-lo como um Deus de justiça que pune o pecado: “A alma que pecar, essa morrerá” (Ezequiel 18.4).

“Semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro” (Rm 1.27). “porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 6.23).

“E a vós outros, que sois atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder, em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus” (2 Ts 1.7, 8). Cristo morreu pelos nossos pecados (1Co 15.3).

6. O milagre da encarnação

O livro apresenta uma visão errada da encarnação de Jesus Cristo: “Quando nós três penetramos na existência humana sob a forma do Filho de Deus, nos tornamos totalmente humanos.

Também optamos por abraçar todas as limitações que isso implicava. Mesmo que tenhamos estado sempre presentes nesse universo criado, então nos tornamos carne e sangue” (p. 89).

Resposta bíblica:

De acordo com a Bíblia, somente o verbo encarnou (Jo 1.14). Veja ainda Gl 4.4; Cl 2.9) e (1 Tm 2.5).

7. Jesus, o melhor ou único caminho para o Pai?

No livro, Jesus é apresentado como o melhor e não o único caminho para Deus: “Eu sou o melhor modo que qualquer humano pode ter de se relacionar com Papai ou com Sarayu” (p. 101).

Resposta bíblica:

A Bíblia é muito clara ao afirmar que Cristo é o único que pode salvar: Is 43.11; Jo 6.68; Jo 14.6; At 4.12 e 1 Tm 2.5.

8. Patripassionismo

O livro promove uma antiga heresia denominada patripassionismo, que é o sofrimento do Pai na cruz: “O olhar de Mack seguiu o dela, e pela primeira vez ele notou as cicatrizes nos punhos da negra, como as que agora presumia que Jesus também tinha nos dele.

Ela permitiu que ele tocasse com ternura as cicatrizes, marcas de furos fundos” (p. 86). “Olhou para cima e notou novamente as cicatrizes nos pulsos dela” (p. 92). “Você não viu os ferimento em Papai também”? (p. 151).

Resposta bíblica

A Bíblia mostra que foi Jesus quem sofreu na cruz e recebeu as marcas dos cravos e não o Pai ou o Espírito Santo. Veja João 20.20, 25, 28.

9. Universalismo

A Cabana promove o universalismo, isto é, que todas as pessoas serão salvas, não importa a sua religião ou sistema de crença.
“Os que me amam estão em todos os sistemas que existem.

São budistas ou mórmons, batistas ou muçulmanos, democratas, republicanos e muitos que não votam nem fazem parte de qualquer instituição religiosa. Tenho seguidores que foram assassinos e muitos que eram hipócritas. Há banqueiros, jogadores, americanos e iraquianos, judeus e palestinos” (p. 168, 169).

“Não tenho desejo de torná-los cristãos, mas quero me juntar a eles em seu processo para se transformarem em filhos e filhas do Papai, em irmãos e irmãs, em meus amados” (p. 169).

Jesus afirma: “A maioria das estradas não leva a lugar nenhum. O que isso significa é que eu viajarei por qualquer estrada para encontrar vocês” (p. 169).

Resposta bíblica

Não há base bíblica para tais afirmações. A Palavra de Deus ensina que não existe salvação fora de Jesus Cristo. Apesar do universalismo ser uma doutrina agradável, popular e que reflete a política da boa vizinhança, a Bíblia afirma que nem todos serão salvos: Veja Mt 7. 13, 14; 25.31-46; 2 Ts 3.2.

* Pastor presidente da ICT- Igreja Cristã da Trindade
Presidente da Agir- Agência de Informações Religiosas

------------------------------------------------------------

Bibliografia

EVANS, C. Stephen. Dicionário de apologética e filosofia da religião. São Paulo. Vida. 2004.

NICODEMUS, Augustus. O que estão fazendo com a Igreja. São Paulo. Mundo Cristão. 2008.

PIPER, John et alli. Teísmo aberto: uma teologia além dos limites bíblicos. São Paulo. Editora vida. 2006.

WILSON, Douglas (org.). Eu não sei mais em quem eu tenho crido: confrontando a teologia relacional. São Paulo. Editora Cultura Cristã. 2006.

YOUNG, William P. A cabana. Rio de Janeiro. Editora Sextante. 2008.


Autor : Dr. Paulo Romeiro: É pastor e um dos mais renomados apologistas evangélicos. Bacharel em Jornalismo; cursou o Gordon-Conwell Theological Seminary em Boston; É professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade Mackenzie.

Evangélica, mãe de Adriano, do Flamengo, faz grupos de orações para tirar o filho de confusões em favela do Rio

0 comentários
Dona Rosilda, mãe de Adriano, já organizou grupos de orações para tentar mudar a cabeça do filho. A informação está em uma reportagem de cinco páginas da edição deste domingo de ‘O Dia’ contando detalhes da rotina de festas e confusões do atacante no Rio.
Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Adriano, porém, nunca teria comparecido aos grupos de orações.

- Ele não dá notícias. Deixa de estar em casa, confortável, para ficar lá dentro do Cruzeiro. Dá mais valor aos meninos de lá do que à própria mãe – diz Dona Wanda, avó do jogador.

O jornal teve acesso a um vídeo feito pela polícia em que Adriano é visto na Vila Cruzeiro conversando com um traficante conhecido como Rala Rala. Porém, um policial que investigou o jogador garante que nunca foram vistas imagens de Adriano carregando uma arma nas visitas à favela.

Segundo o jornal, Adriano recentemente comprou duas motos para poder circular tranqüilamente pela Vila Cruzeiro. Em uma delas, teria queimado o pé, no episódio da bolha dias antes da penúltima rodada do Campeonato Brasileiro de 2009, em que o Imperador desfalcou o Flamengo no jogo contra o Corinthians.

A reportagem fala ainda das festas que Adriano faz na Vila Cruzeiro e na Barra da Tijuca. O jogador teria comprado uma serpentina que deixa o chopp a uma temperatura de dois graus em apenas 20 minutos. Entre as confusões geradas pelas noitadas estão ocasiões em que amigos teriam forçado o Imperador a treinar ainda embriagado por conta da noite anterior.

Uma das ressacas teria acontecido no dia em que a delegação do Flamengo encontrou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pouco depois do título nacional. Adriano teria combinado com dirigentes do Rubro-Negro de ir ao encontro em Brasília, e o embarque estava marcado para 8h30m no Aeroporto Santos Dumont. Porém, ele ficou em uma festa em um hotel até 6h. Acordou às 11h, conseguiu fretar um jatinho e chegou no horário.

Fonte: G1

Vice-presidente do Brasil conta seu milagre no Congresso Empresarial da Igreja Universal

0 comentários
O presidente em exercício, José Alencar, afirmou na noite de segunda-feira que a redução de seus tumores é milagrosa. “Estão definhando, desaparecendo e isso é um fato”, afirmou ele, durante um evento da comunidade evangélica em Belo Horizonte.
Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Alencar foi um dos palestrantes no 10º Congresso Empresarial da Igreja Universal do Reino de Deus. Ao público, formado por fiéis da Igreja Universal e políticos ligados ao movimento evangélico, o vice-presidente contou sua trajetória como empresário, desde o momento em que deixou a casa dos pais, aos 14 anos.

Ele falou também da sua luta contra o câncer, que começou em 1997 e já o fez passar por 15 cirurgias. “Graças a Deus, agora na quarta-feira da semana passada, fizemos os exames. Olha, é um sucesso absoluto, é um verdadeiro milagre”, disse.

Alencar afirmou que, momentos antes de chegar ao evento, recebeu um telefonema do presidente Lula, que está no Oriente Médio, para lhe dar os parabéns pelo resultado dos exames de saúde.

“Eu, às vezes, fico preocupado, até. Será que eu mereço esse milagre, será que eu mereço isso? Eu terei feito alguma coisa para merecer isso? Eu me pergunto”, afirmou.

Fonte: Terra

Regis Danese comemora o primeiro ano de sua filha Brenda

0 comentários
No último dia 06, Brenda Danese, filha do cantor Regis Danese e da sua esposa Kelly completou seu primeiro ano. Para comemorar, o canor preparou uma grande festa com o tema “Joaninha na Floresta” na casa de festas Bala & Balão, no bairro Morada da Colina, em Uberlândia (MG).
Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

Os convidados foram recebidos na festa pelo casal Danese, por Brenda e por seu filho mais velho, Brunno. Aliás, Brunno estava posando como o típico irmão mais velho coruja – o tempo inteiro ao lado da aniversariante.

o cardápio degustado pelos cerca de 150 convidados consistia em massas, saladas, salgadinhos e excelentes doces. Dentre os convidadeos estavam o cantor Luiz Claudio e o pastor Álvaro Sanches, líder da Igreja Assembleia de Deus de Uberlândia – onde congrega Regis Danese e sua família.

Todos os pequenos convidados ficaram muito felizes na festa, que foi repleta de brincadeiras e música.

Fonte: Gisele Alves – Assessora de Imprensa

Declaração “ofensiva” atrai patrulhamento da Procuradoria da República Julio Severo Finalmente, a Rede Globo de Televisão está sob a ameaça da Procura

0 comentários
Você valoriza quem ama? Você já parou para pensar, qual o resultado das tuas palavras na vida de uma pessoa? Muitos pais chamam os filhos de imprestáveis, inútil, incapaz, gordo, burro, ignorante, enfim são tantos adjetivos... E O ESPOSO DIZ A ESPOSA OU VICE VERSA:

-Você está um caco -Maldito o dia em que eu me casei

-Se eu não tivesse me casado com você, eu estaria melhor.

Sabe, cada palavra dessa é gravada no interior do ser humano e passa a ele uma mensagem negativa, que o leva a agir de acordo com o que ele recebe. As pessoas tratadas dessa forma perdem o estímulo, para tentar outra vez, porque receberam e registraram a mensagem, de que não são capazes. Amado(a) , que tipo de mensagem você tem enviado as pessoas que estão a sua volta , será que você tem inferiorizado alguém, com críticas, fazendo essa pessoa desistir de lutar? Ë preciso valorizar as pessoas que fazem parte do nosso círculo de relacionamento.

Qual foi a última vez, que você disse ao seu cônjuge, que acredita no seu potencial? Qual foi a última vez, que você entrou no quarto do seu filho, e elogiou seu desempenho na escola, faculdade, igreja? Nos últimos três meses, quantas vezes você chegou e disse ao esposo (a), filho (a), que o ama e que ele foi um presente do Senhor? I Timóteo 5: 08 Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo. Somos gentis com os de fora, muitas vezes cometemos o erro, de enfeitar a casa para uma visita, a melhor roupa de cama, a melhor prataria, para os hóspedes, enquanto os nossos, vivem de restos, resto de carinho, resto de tudo, o que sobra, do que damos aos outros.

Quero ilustrar esta palavra, para que você entenda melhor: Dois velhinhos que já estavam casados há mais de cinqüenta anos e continuavam jogando um jogo que haviam iniciado quando começaram a namorar. A regra do jogo era que um tinha que escrever a palavra Neoqeav num lugar inesperado para o outro encontrar e assim quem a encontrasse deveria escrevê-la em outro lugar e assim sucessivamente. Eles se revezavam deixando "Neoqeav" escrita por toda a casa, e assim que um a encontrava era sua vez de escondê-la em outro local para o outro achar. Eles escreviam Neoqeav com os dedos no açúcar dentro do açucareiro ou no pote de farinha para que o próximo que fosse cozinhar a achasse. Escreviam na janela embaçada pelo sereno que dava para o pátio . "Neoqeav" era escrita no vapor deixado no espelho depois de um banho quente, onde a palavra iria reaparecer depois do próximo banho. Uma vez,ela até desenrolou um rolo inteiro de papel higiênico para deixar "Neoqeav" na última folha e enrolou tudo de novo.

Não havia limites para onde "Neoqeav" pudesse surgir. Pedacinhos de papel com Neoqeav rabiscado apareciam grudados no volante do carro que eles dividiam. Os bilhetes eram enfiados dentro dos sapatos e deixados debaixo dos travesseiros. "Neoqeav" era escrita com os dedos na poeira sobre as prateleiras e nas cinzas da lareira. Esta misteriosa palavra tanto fazia parte da casa quanto da mobília. Levou bastante tempo para se passar a entender e gostar completamente deste jogo que eles jogavam. Conta o neto do casal: Meu ceticismo nunca me deixou acreditar em um único e verdadeiro amor, que possa ser realmente puro e duradouro. Porém, eu nunca duvidei do amor entre meus avós. Este amor era profundo. Era mais do que um jogo de diversão, era um modo de vida. Seu relacionamento era baseado em devoção e uma afeição apaixonada, igual as quais nem todo mundo tem a sorte de experimentar. O vovô e a vovó ficavam de mãos dadas sempre que podiam.

Roubavam beijos um do outro sempre que se batiam um contra outro naquela cozinha tão pequena. Eles conseguiam terminar a frase incompleta do outro e todo dia resolviam juntos as palavras cruzadas do jornal. Minha avó cochichava para mim dizendo o quanto meu avô era bonito, como ele havia se tornado um velho bonito e charmoso. Ela se gabava de dizer que sabia como pegar os namorados mais bonitos. Antes de cada refeição eles davam graças a Deus e bençãos aos presentes por sermos uma família maravilhosa, para continuarmos sempre unidos e com boa sorte. Mas uma nuvem escura surgiu na vida de meus avós: minha avó ficou doente. A doença tinha primeiro aparecido dez anos antes. Como sempre, vovô estava com ela a cada momento. Ele a confortava no quarto amarelo deles, que ele havia pintado dessa cor para que ela ficasse sempre rodeada da luz do sol, mesmo quando ela não tivesse forças para sair.

A doença agora estava de novo atacando seu corpo. Com a ajuda de uma bengala e a mão firme do meu avô, eles iam à igreja toda manhã. E minha avó foi ficando cada vez mais fraca, até que, finalmente, ela não mais podia sair de casa. Por algum tempo, meu avô resolveu ir à igreja sozinho, orando a Deus para zelar por sua esposa. Então, o que todos nós temíamos aconteceu. Vovó partiu. "Neoqeav" foi gravada em amarelo nas fitas cor-de-rosa dos buquês de flores do funeral da vovó. Quando os amigos começaram a ir embora, minhas tias, tios, primos e outras pessoas da família se juntaram e ficaram ao redor da vovó pela última vez. Vovô ficou bem junto do caixão da vovó e, num suspiro bem profundo,começou a cantar para ela.

Através de suas lágrimas e pesar, a música surgiu como uma canção de ninar que vinha bem de dentro de seu ser. Me sentindo muito triste, nunca vou me esquecer daquele momento. Porque eu sabia que mesmo sem ainda poder entender completamente a profundeza daquele amor, eu tinha tido o privilégio de testemunhar a beleza sem igual que aquilo representava. Aposto que a esta altura você deve estar se perguntando: "Mas o que Neoqeav significa?". Não está? Nunca Esqueça O Quanto Eu Amo Você = "NEOQEAV" O amor é mais do que a fé. Maior que a esperança. É o eterno dom de Deus. Que coisa linda, não é amado(a)? Vamos treinar, com nossa família? As pessoas precisam ser valorizadas pelo que elas são, indiferente de idade de situação. Aprenda a dizer eu te amo, mesmo nos momentos de raiva. Eu e meu esposo aprendemos um segredo: Pra acabar com uma discussão, no meio de um ataque de ira, diga ao outro, mesmo que seja aos gritos:

EU TE AMO!!! Que o Senhor te abençoe, com toda sorte de bênçãos, espirituais, nas regiões celestiais.

Pastora Janethi Menezes

Gaystapo quer intervenção estatal no BBB da TV Globo

0 comentários
Declaração “ofensiva” atrai patrulhamento da Procuradoria da República
Julio Severo
Finalmente, a Rede Globo de Televisão está sob a ameaça da Procuradoria da República. A ameaça veio por causa de um fato ocorrido no Big Brother Brasil (BBB10), no dia 9 de fevereiro.
Tente agora adivinhar qual foi esse fato:
1. Uma cena de nudez e sexo entre um homem e uma mulher.
2. Uma cena de beijo entre dois homens.
3. Uma cena onde um homossexual disse que apenas as pessoas normais contraem o vírus da AIDS.
4. Uma cena onde alguém xingou Jesus Cristo.
5. Uma cena onde um homem opinou que a AIDS é uma doença que afeta principalmente homossexuais.
Será que foi alguma cena de nudez e sexo que incomodou os censores do Estado? Se fosse, a Globo já teria sido punida há milênios, pois não é de hoje que sexo e nudez fazem parte de sua programação, vinte e quatro horas por dia.
Será então que foi uma cena de beijo gay? Apesar da oposição óbvia da maior parte do público a tal ato, os censores do Estado não estão nem aí.
Já sei! Um homossexual acusou a maioria da população de ser responsável pelo vírus da AIDS. Ops, errei de novo! Mesmo que uma multidão de militantes gays recite tal declaração dia e noite em todas as redes de rádio e televisão, a reação máxima dos censores estatais vai ser achar que os gays estão estressados por causa da “homofobia” da sociedade. Além disso, há sempre a defesa pronta do “direito de livre expressão”.
E xingar Jesus Cristo? Isso incomoda os censores estatais? Sem dúvida, eles conseguirão exprimir algum tipo de bocejo. Punição? Só se o Brasil inteiro fizer pressão sistemática durante muito, muito tempo. Mesmo assim, a punição máxima será uma melosa e inócua repreensão.
Contudo, quando o sagrado é profanado, os bocejos vão embora. E vai embora também a liberdade de expressão. E junto, toda indiferença e desatenção. A reação é imediata. Não, o “sagrado” no caso não é Jesus Cristo — pelo menos, não para os censores estatais. O “sagrado” é o homossexualismo!
Qualquer coisa que se disser, por mais leve que seja, que traga uma mínima negatividade à homossexualidade é violação imperdoável da sacralidade indiscutível do homossexualismo! Quem cometeu esse “sacrilégio” foi o lutador Marcelo Dourado, participante do BBB10. Apesar de todas as besteiras do programa, que não rendem atenção e patrulhamento da Procuradoria da República, bastou que Dourado dissesse que a responsabilidade da AIDS é dos homossexuais para que a Gaystapo estatal viesse correndo pronta para fuzilar.
Mas quem fuzilou mesmo foi o cantor gay britânico Boy George, que chamou Dourado de “lixo”, dizendo: “Estou cansado de ouvir coisas sobre esse lixo brasileiro. Se ele é homofóbico, ele que se dane. Eu não estou nem aí!”
Esse comentário de George não lhe custou nenhuma condenação, mas ai de Dourado se tivesse insinuado que um homossexual é lixo. Nada neste mundo poderia livrá-lo de um linchamento midiático. No mínimo, ele seria sumariamente expulso do BBB — entrando em seguida para o reality show da paranóia estatal anti-“homofobia”.
Está mais do que na hora de pessoas comuns como Dourado entenderem que poucos têm licença e impunidade de chamar os outros de lixo. Se quiserem essas regalias, que passem para o lado homossexual.
Mesmo não tendo chamado nenhum gay de lixo, nojento ou asqueroso, o que Dourado precisa fazer agora para reparar seu “horrível” pecado no BBB? Procurar urgentemente Luiz Mott ou outro xiita homossexual, lamber-lhe os pés e dizer que ama o homossexualismo. Se ele fizer suficientes declarações de amor, a fúria dos censores estatais poderá diminuir. Se ele se prostrar, com sinceridade, diante da “santíssima” sodomia, talvez haja esperança. Talvez haja perdão estatal.
Apesar das ameaças e patrulhamento, Dourado não precisa beijar os pés de ninguém. O direito de livre expressão não vale também para ele? Além disso, importantes ativistas gays já expuseram sobre a AIDS a mesma opinião expressa por ele.
Em declaração pública no dia 8 de fevereiro de 2008, Matt Foreman, diretor executivo da Força Tarefa Nacional Gay e Lésbica nos EUA, disse: “Gente, com 70 por cento dos portadores do HIV deste país sendo gays ou bissexuais, não podemos negar que o HIV é uma doença gay. Temos de aceitar isso e enfrentar a verdade”.
Em 2006, Lorri Jean, diretora-executiva do Centro Gay e Lésbico com sede em Los Angeles, EUA, de forma semelhante chocou o movimento homossexual ao declarar: “O HIV é uma doença gay. O HIV é nosso. Acabemos com ele”.
Entretanto, até mesmo descarados defensores do homossexualismo reconhecem que Dourado não cometeu nenhum pecado de “homofobia”. Um tal de Catupiry, ao discursar sobre o caso Dourado, inocentou-o, dizendo: “Que eu saiba, homofobia é dizer que homoafetividade é uma aberração, como faz a igreja. Homofobia é não admitir os direitos dos homossexuais de se casarem, de adotarem uma criança, etc. Homofobia é dizer que ser gay não é normal e acreditar que é uma doença que tem cura. Isso é homofobia.”
Dourado não disse que o homossexualismo é aberração, nem se mostrou contrário a “casamentos” gays, nem à adoção de inocentes crianças por gays. Ele também não disse que o homossexualismo é anormal nem que a homossexualidade é curável. Quem é que diz isso? Centenas de milhares de católicos e evangélicos praticantes do Brasil!
Os cristãos fiéis crêem, pregam e repetem o que Deus disse na Bíblia:
“Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus”. (1 Coríntios 6:9-10 NVI)
“Não se deite com um homem como quem se deita com uma mulher; é repugnante”. (Levítico 18:22 NVI)
“Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles”. (Levítico 20:13 ACF)
Imagine se Dourado tivesse meramente repetido o que Deus disse na Bíblia? Por muito menos, ele foi condenado como “lixo” e está na mira da Procuradoria da República.
Na cartilha politicamente correta, se você repete o que está na Bíblia, você é automaticamente classificado como “demônio”. Mas se você for um bonzinho Maria-vai-com-as-outras e repetir mantras anti-“homofobia”, você é um “anjo” defendendo os “anjos” da sodomia.
Suspeito que o ressurgimento de métodos nazistas e soviéticos de perseguição de opinião, no caso de Dourado, é apenas uma amostra para católicos evangélicos, onde a voz ideológica da malícia e insinuação sussurra: “Ei, cristãos! O que estamos fazendo com Dourado é uma mensagem para vocês. Entenderam o recado ou precisam de mais exemplos?”
No jogo sujo do patrulhamento pró-sodomia, Marcelo Dourado virou bode-expiatório, onde a insanidade estatal, aliada à insanidade do ativismo gay, aproveita toda e qualquer oportunidade para intimidar, amedrontar e silenciar a maioria cristã do Brasil.
Fonte: www.juliosevero.com

Vem aí o Campeonato Cearense de Futsal Evangélico 2010

0 comentários
Com o objetivo de fazer a integração entre as igrejas evangélicas do Estado do Ceará e promover o esporte e a saúde, em parceria com empresas evangélicas, prefeitura de Fortaleza, através das secretarias executivas Regionais e da Sercretaria de Esporte e Lazer e demais igrejas evangélicas do estado promovem o Campeonato Cearense de Futsal Evangélico, Edição 2010.

A solenidade de abertura será no sábado, dia 04 de Maio, às 19h, com apresentação de bandas evangélicas e danças rítmicas. Os jogos terão início no dia 06 e se encerram no dia 07 de Agosto.

A competição, este ano terá um atrativo adicional. Além da participação de 32 igrejas evangélicas do Estado, o Campeão e Vice representarão o estado no Circuito Nacional de Futsal Evangélico ainda sem data e local definido. Neste ano mais de 15.000 pessoas estarão envolvidas diretamente na competição.

A Copa Evangélica de Futsal é um evento voltado para membros das igrejas evangélicas, com a finalidade de incentivar a prática de esportes, integração entre cristãos/igrejas, e visando a união através do esporte entre os cristãos e que cada Igreja dentro do esporte defenda sua bandeira na Copa, mantendo o respeito por cada Igreja participante, pois fora o esporte, para nós o mais importante é a salvação.

Através desta fazemos muitas amizades e cada ano temos visto os times jogando um bom futsal. No entanto a cada ano temos um campeão diferente.

Hoje a Campeonato Cearense já está sendo reconhecida nacionalmente, onde participará do circuito Nacional em outubro, com sede provisória em São Paulo. Para participar deste Circuito Nacional seu time precisa ser campeão ou vice da Campeonato Cearense de Futsal Evangélico.

Para você que ainda não participou do Campeonato Cearense de Futsal Evangélico fica o nosso convite para você fazer parte desta família. Então, não perca tempo forme sua equipe e venha participar do Campeonato Cearense de Futsal Evangélico 2010.

Informações : www.futsalevangelico.com.br ou (85) 3062-8395 / 8821-1549

“Criação” mostra conflito pessoal de Charles Darwin com a religião

0 comentários
Um filme que estreia nesta sexta-feira (19) no Brasil promete renovar a imagem do velhinho de barbas brancas pela qual a maior parte das pessoas conhece o cientista inglês Charles Darwin.

“Criação”, dirigido por Jon Amiel, conta como a morte de uma filha e a religiosidade da esposa de Darwin influenciaram a concepção da obra “A origem das espécies” – livro que revolucionou a biologia e desafiou dogmas da igreja. O roteiro, baseado na história real, foi escrito por John Collee e inspirado no livro “Annies’s box”, do ambientalista inglês Randal Keynes, tataraneto de Darwin.

A história se passa em meados do século XIX na pacata – e um tanto assombrada – Down House, a casa de campo em que a família vivia na Inglaterra. Ali o cientista instalou seus laboratórios e criou dez filhos, entre eles a precoce Anne Darwin (Martha West), que ainda pequena encantava o pai com seu interesse pelas plantas e animais.

Darwin (Paul Bettany) já havia rodado o mundo a bordo do navio H.M.S. Beagle e se debruçava sobre a escrivaninha para escrever sua obra quando Anne (Martha West), aos dez anos, ficou doente e morreu.

O episódio deprime o cientista e abre uma crise entre ele e sua esposa, Emma Darwin (Jennifer Connelly). A morte da filha também abala a fé do naturalista, que se sente mais encorajado a publicar suas teorias sobre a evolução. Ao mesmo tempo, o afastamento da igreja aumenta os problemas entre Darwin e Emma, profundamente religiosa.

Igreja x Ciência
O filme não é um arauto da razão contra a fé, mas deixa claro que a obra de Darwin abalaria para sempre algumas teorias da igreja, como a tese do Criacionismo, segundo a qual o homem e os animais teriam sido criados por Deus com sua anatomia atual, e não evoluído de formas primitivas e comuns a todos os seres vivos, como sugeriu o cientista.

O nome “Criação”, além de evocar o Criacionismo, lembra o processo de geração de “A Origem das Espécies”, e a até mesmo a criação da pequena Annie.

Fonte: G1

Denzel Washington: « Leio a Bíblia todos os dias »

0 comentários
Numa entrevista franca, o artista, que já ganhou um Oscar, enfatizou a importância de sua família e da Bíblia em sua vida.

“Leio a Bíblia todos os dias”, disse Washington. “Estou na minha segunda leitura da Bíblia inteira agora, no livro de João. Meu pastor me orientou a começar no Novo Testamento. Fiz isso, talvez dois anos atrás. Fui lendo, então acabei lendo o Artigo Testamento inteiro. Agora estou de volta no Novo Testamento. A segunda vez é melhor”.

Washington é a estrela do filme “American Gangster”(Gângster), que foi classificado como impróprio para menores de 18 anos por conter cenas de drogas, violência, nudez e sexo. Muitos perguntam como um ator que afirma ser um cristão convicto poderia desempenhar um papel importante no filme que tem tal violência explícita, uma cena de sexo intenso, uma injustificável nudez do corpo inteiro de uma mulher e muitos palavrões. A revista Christianity Today comentou: “O filme contém todo tipo de vulgaridade que se conhece”.

Washington (foto dir.) respondeu aos questionamentos acerca de sua fé e como ela influencia seus papéis e carreira. O filme Gângster conta a história verdadeira de Frank Lucas, um grande traficante que se tornou informante. Washington disse que ele não consegue separar sua fé do resto de sua vida, e que Gângster serve para enviar uma mensagem de prestação de contas.

“Penso que vou instilar minha fé em tudo o que faço, como esta conversa”, ele disse. “É assim que sou. Vai comigo onde quer que eu vá. Entenda que é algo maior do que fazer um filme, até mesmo Gângster. Quando encontrei Frank Lucas, ele disse: ‘Faça isso e ganhe um Oscar’. Mas eu sou do tipo que responde: ‘Frank, não estou nisso para ganhar um Oscar’. Achei interessante que ele pagou por seus crimes com tempo na prisão, e agora ele está pagando com seu corpo, que até certo ponto o traiu. Há conseqüências”.

Washington está atualmente trabalhando na direção de seu segundo filme, “The Great Debaters”, preparando-o para exibição no Natal de 2007. “The Great Debaters” vem sendo anunciado como bem mais leve do que Gângster, e é também baseado numa história real. Washington disse que ele gostou do aspecto onde o perdedor prevalece sobre grandes desafios em sua escolha do filme.

Washington é filho de um homem que foi pastor durante 60 anos. Ele é membro da Igreja de Deus em Cristo há 27 anos. Ele disse que seu maior orgulho está em Deus, sua família e seu trabalho. Enquanto que ele costumava trabalhar todo o tempo para sua carreira, ele diz que agora trabalha por amor à sua família. Hoje ele chama sua família de sua vida. Ele está casado com sua esposa por quase 25 anos, e têm quatro filhos.

“Temos de fazer a nossa parte”, disse ele. “Eu estava lendo hoje: Um dia você vai ter de andar com Deus quando você não puder entender para onde ele está levando você. Suas técnicas, habilidades e conexões não ajudarão você a avançar. Por isso, não tente com suas próprias forças… Minha fé me ajuda a entender que as circunstâncias não ditam minha felicidade e minha paz interior”.

O ator de 52 anos ficou em segundo lugar numa pesquisa de opinião pública compilada pelo BeliefNet.com para escolher o “Cristão Mais Poderoso de Hollywood”. Ele também está na lista da revista US Weekly das maiores celebridades de Hollywood que lêem a Bíblia. Ele também fez a voz de Salomão na Bíblia em áudio “Inspired by: The Bible Experience”.

Artigo original: Denzel Washington: “I Read the Bible Every Day”

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com.br ; www.juliosevero.com

Leia a entrevista com Denzel Washington sobre o épico apocalíptico “O Livro de Eli” que chega aos cinemas

0 comentários
Há seis meses Steve Weintraub, nosso correspondente em Los Angeles e editor do nosso site parceiro Collider, teve a oportunidade de visitar o set das filmagens de O Livro de Eli (The Book of Eli), o thriller apocalíptico dirigido pelos irmãos Allen e Albert Hughes.

Na trama, Denzel Washington é Eli, um herói que combate um impiedoso déspota, vivido Gary Oldman, enquanto caminha pelos Estados Unidos carregando um misterioso livro que poderá dar à sociedade o conhecimento que pode ajudá-la a alcançar a redenção.

Durante nossa visita, não vimos muitas caminhadas ou o tal livro do título, mas sim lutas e uma enorme explosão. Como na locação o clima era inóspito para entrevistas, com muito vento e nuvens de areia, Washington conversou com o pequeno grupo de jornalistas algumas semanas depois sobre seu personagem, a trama do filme, como foi trabalhar com Gary Oldman e o processo de atuação. Veja como foi a conversa:

Você poderia falar um pouco sobre o seu personagem e sobre o que é o filme?
Denzel Washington: Daqui a 31 anos existe um cara chamado Eli, que eu interpreto. Ele tem uma missão, que é atravessar o país com um livro que poderia mudar o mundo. O personagem do Gary Oldman é um líder carismático que quer esse livro, para que ele possa manipular a população e controlar o mundo, esse é o objetivo dele. Então nós nos unimos e vamos enfrentá-lo.

Eu gostaria de te perguntar mais sobre o passado de Eli. Considerando que o apocalipse aconteceu quando ele estava na adolescência, o que exatamente ele fez durante todo esse tempo e há quanto tempo ele está com o livro?
Fui tentando descobrir o meu personagem, então eu penso que eu tinha 17 anos e trabalhava em um supermercado ou algo assim. Todos deveriam ficar do lado de dentro por um ano depois da guerra, mas meu personagem saiu, vagou por aí e sobreviveu. Aliás, acabamos de gravar essa cena, então não vou contar todo o roteiro, mas basicamente ele sobreviveu e ouviu uma voz que o levou até o livro. A voz disse a ele aonde ir e porque, e que ele estaria protegido. Como ele diz, ele já está caminhando há 30 invernos. Então se foram mesmo 30 anos, eu diria que ele pegou o livro depois do segundo ou terceiro ano.

O aspecto que mais se destacou quando estávamos no set foi a quantidade de ação que estava rolando no filme. Esse é o filme mais desafiador, fisicamente, do qual você já participou?
Não. Eu fiz um filme de boxe chamado Hurricane – O Furacão, que foi igualmente difícil, apesar de que eu só lutava com um cara de cada vez. Nesse filme, tem uma cena que eu luto com uns seis caras e uma outra que são uns quinze, eu acho, e filmamos tudo em um plano-sequência. Mas sabe, eu tenho muita sorte de trabalhar com um dos melhores dublês de luta, como o Jeff Amata, que também foi treinado por um verdadeiro mestre das artes marciais, o Danny Inosanto, que por sua vez foi foi aluno do Bruce Lee. Nós começamos a treinar uns cinco ou seis meses antes das filmagens. Mas eu luto boxe há 15 anos, então pude trazer minhas habilidades do boxe para as artes marciais e as lutas com espadas. Foi intenso, mas foi muito divertido. Eu gostei.

O seu personagem é meio que um “lobo solitário”, quase algo saído dos faroestes do Sergio Leone, com o Clint Eastwood. Você usou esses personagens e filmes como uma referência para construir o Eli?
Não ativamente. Quer dizer, talvez os roteiristas tenham usado, eu não sei. Mas eu não assisti a um monte de filmes do Sergio Leone pensando neste projeto. Sabe, o personagem é solitário e o filme tem mesmo uma impressão de um clássico do Western que se encontra com, sei lá, um filme de karatê ou de espadas. Então, sim, existe esse aspecto, mas eu não pesquisei esses filmes. O fato é que esse cara está sozinho. Acho que, de certa maneira, a jornada dele – tanto pessoal como espiritual – é aprender a lidar com as pessoas novamente. Ele recebeu essa missão de proteger o livro, mas é como se a prova final para ele é lidar com as pessoas.

Quando você entra num projeto como este, que tem uma complexidade conceitual, o personagem já está bem definido para você? Você sentiu que precisava, ou queria, trabalhar bastante o personagem, para desenvolvê-lo e transformá-lo mais seu?
Bom, eu entrei no processo cedo, sabe, também sou um dos produtores. Alan, Albert e eu passamos uns bons cinco ou seis meses trabalhando o material. Eu meio que interpretava todos os papeis, lia-os em voz alta e estávamos afinando o material e o roteiro. Eu devo dizer que na primeira vez que viajei para o Novo México, foi interessante ver como os dois irmãos trabalham juntos. Albert é mais ligado à parte visual. Ele sabe de tudo, todos os tipos de câmera. Usamos umas câmeras digitais, de tecnologia muito nova, e eu fiquei muito impressionado com a preparação deles, a maneira como fizeram o storyboard e como seriam os efeitos. Não é um mundo sobre o qual eu sei muita coisa. Digo, já aprendi bastante, mas eles realmente vão atrás e tudo ficou ótimo, o visual ficou diferente, o que eu gostei. Foi um processo muito bom.

O filme é muito estilizado, quase um faroeste com clima pós-apocalíptico. Como você queria vestir o Eli e mostrá-lo para a plateia para dar o tom e refletir o que vocês queriam passar?
Bom, ele viaja com pouca bagagem, então passamos em algumas lojas de sobreviventes e ele também pega algumas coisas aqui e ali – não que isso signifique alguma coisa. Eu nunca usava cueca, porque ele não tinha nenhuma, já que de tanto usar gastou todas. Não foi tão difícil, mas fizemos uma coisa legal com os tênis, que são remendados e esburacados mas que na verdade são o último modelo do tênis do Lebron James. Eu acho que ele não tem uma segunda muda de roupas. Não cabe muita coisa naquela mochila.

Teve alguma coisa que você acrescentou para defini-lo visualmente, ou dar o tom do personagem ou do filme?
Bem, eu queria uma cabeça raspada e um visual limpo, mas eu estava deixando o cabelo crescer antes e olhamos aquilo decidimos que seria legal ter o cabelo grisalho, porque ele, Carnegie, Martha e George são considerados as pessoas mais velhas que restaram. Como eu não tenho uma boa barba, colocamos um preenchimento e deixamos grisalho. Mas ele ainda está em forma fisicamente e é um sobrevivente.

Você ouve alguma música específica para se preparar para um papel e, se sim, você ouviu alguma em particular para o papel de Eli?
Allen me parece mais um cara do som, enquanto o Albert é mais visual. Então o Allen juntou algumas músicas, tipo Nine Inch Nails e esse tipo de coisas. Meu filho, que está envolvido na produção, também contribuiu com a música e convenceu Allen e eu a usar uma música do Incubus. Eu acho que o Allen prefere a ideia de sons e não só música. Mas ele me deu um CD de músicas diferentes, como eu disse, algo entre Nine Inch Nais e Incubus e outras bandas.

Sobre trabalhar com o Gary Oldman, os ensaios entre vocês dois foram muito importantes ou quando você está no personagem prefere levar de maneira mais espontânea?
Nós não ensaiamos muito. Almoçamos juntos e conversamos algumas vezes antes de começar a trabalhar. Obviamente Gary é um ótimo ator, ele sabe o que está fazendo, é meticuloso com todos os detalhes. Ele é muito específico quanto aos figurinos, aparência, sotaques e toda essa coisa. Então discutimos tudo isso. Mas não quisemos nos aproximar muito porque somos dois estranhos que se encontram na história, então não combinamos muita coisas antes. Nós tivemos a oportunidade de ensaiar as cenas muitas vezes antes de filmar mas, sabe, é uma relação de rivalidade entre os personagens. Então acho que sabíamos disso e de certa maneira era melhor não ficarmos tão próximos. Quer dizer, nós conversamos mas não queríamos deixar o material já gasto. Queríamos só entrar em cena e ver o que acontecia, porque eu gosto de fazer isso. Gosto de improvisar, quando eles jogam as coisas para mim, reagir e ir nesse bate-bola.

Este filme é o mais recente de uma linha de filmes pós-apocalípticos com um herói solitário, e esses filmes aparecem em vários momentos da história. O que você acha que esse filme tem a dizer para as pessoas, nesse momento para o público norte-americano? Por que este filme agora?
Bom, sabe, eu acho que talvez seja um formato clássico. Meu filho é produtor associado no filme e foi ele quem trouxe a história para mim. Ele foi atraído pelo aspecto espiritual da história e achava que era importante. Foi ele também que me convenceu a fazer um outro filme, Dia de Treinamento, então eu meio que ouço ele. Ele realmente se envolveu com os roteiristas, diretores e assistia aos copiões e também vai se envolver no processo de pós-produção. Nós temos aqui a clássica batalha do Bem contra o Mal, e eu achei isso interessante.

Você mencionou que seu filho gostava dos aspectos espirituais da história. Que parte disso você acha que chegará à plateia em geral, e você acha que a história se torna quase uma alegoria por causa disso?
Eu acho que todos nós, em algum momento, buscamos alguma coisa, um poder superior ou seja lá o que você quiser chamar, o significado da vida. Eu sei que estava buscando isso desde que tinha uns 20 anos, começando a procurar filosofias orientais, yoga e budismo, cristianismo e o Islã. Eu me meti em todas elas tentando entender o significado da vida, ou, antes de mais nada, entender a mim mesmo. Então eu acho que tem isso, uma sede por entender isso. E também a clássica batalha entre o Bem e o Mal, especificamente para o Eli, que está há cinco dias de caminhada da Terra Prometida, de levar o livro ao lugar que ele pertence e, literalmente, encontra o inferno na Terra. Então acho que também é uma metáfora para a vida, como quando coisas boas acontecem você pode ser testado. E todos nós somos testados, de alguma maneira, então eu gosto dessa ideia da jornada espiritual desse cara.

Quando fomos ao set, assistimos à cena em que você está naquela casa e tudo dá errado. Parecia incrível, mas também era um dia de muito vento. Como foi filmar no Novo México, um lugar onde os elementos da natureza são meio imprevisíveis, e quais suas lembranças dessa cena específica?
Bom, agora eu definitivamente sei o que é uma tempestade de ventos. Mas foi o local certo para esse filme e as pessoas foram muito legais conosco. Sabe, eles têm uma boa equipe profissional agora lá no Novo México. O Governador visitou o set um dia desses então eu disse para tirarmos uma foto com toda a equipe local. Tem sido uma experiência maravilhosa. Tem sido meio difícil com o tempo, o vento e a areia e tudo isso, mas faz parte. Eu acho que ajudou o meu personagem.

E você poderia falar especificamente sobre aquela cena?
Foi divertido, cara. Especialmente com os personagens da Frances de la Tour e do Michael Gambon. Só de ver essa mulher mais velha, – eu não diria que ela é uma senhora velha, mas ela é mais velha que eu – essa mulher madura então, disparando uma AK-47. Acho que Mila Kunis diz algo do tipo “O que podemos fazer? Eu sei o que eu vou fazer” e pega a arma e começa a atirar. É meio bizarro esses dois velhinhos que tomam chá mas que também têm um pequeno arsenal. Ao ler o roteiro, isso era um dos pontos altos porque causa um estranhamento. Foi muito bem concebido pelo Allen e pelo Albert. O Albert realmente sabe o que quer, ele é o cara que cuida mais da filmagem, enquanto o Allen é mais o diretor de atores, o comunicador. Eu nunca tinha trabalhado com dois irmãos, mas eles sabem trabalhar muito bem juntos e conseguem fazer o dobro de coisas.

No início da sua carreira, você foi determinante em ajudar a meio que normalizar histórias multi-étinicas, eu acho, em filmes como Mais e Melhores Blues.
Muito obrigado, eu aceito totalmente o crédito por isso.

Minha pergunta: a etnia do seu personagem é relevante? E, num cenário mais amplo, a sua etnia e dos irmãos Hughes é, ou deveria ser, relevante e alguma parte da execução desta história?
Olha, é interessante. Eu tenho quatro filhos e o mais novo acaba de fazer 18 anos e é um mundo completamente diferente para eles do que foi para a minha geração. Eu lembro de na adolescência ir para o Sul, onde ainda não podíamos beber nos bebedouros. Acho que meus pais me protegeram disso quando eu era pequeno, íamos à praia de negros e não na de brancos e todo esse tipo de coisa – coisas que como pais precisamos cuidar para não colocar esse peso em nossos filhos. As coisas mudaram muito sabe, é óbvio, é só olhar para o nosso presidente. Claro que não vivemos em um mundo perfeito e ainda temos umas pessoas com seus velhos preconceitos por aí, e acho que as pessoas mais jovens são a força motriz dessa mudança e foram responsáveis por eleger o Barack Obama. Eles já estão vendo as coisas de forma diferente. Já chegamos lá 100%? Não, claro que não, mas já é um mundo diferente. Sabe, era um sonho para o Marin Luther King há 40 anos, mas já é uma realidade para a maioria das crianças hoje.

Fonte: Omelete

sexta-feira, 19 de março de 2010

Renascer Praise assina contrato com Sony Music

0 comentários
O grupo de louvor Renascer Praise acaba de assinar contrato com a Sony Music. A celebração do acordo aconteceu na Rede Gospel de televisão na tarde desta quinta-feira (11/3), durante o programa Renascem em Revista.


Apresentado pelo Apóstolo Estevam Hernandes, o programa serviu de palco para a assinatura do contrato entre a Sony Music, representada pelo diretor executivo do selo gospel, Maurício Soares e a líder do Renascer Praise, Bispa Sonia Hernandes. Com isso, um dos momentos mais importantes na história do grupo pode ser acompanhado pelos expectadores e pelos admiradores do grupo.


Para Maurício Soares, que comanda a área gospel da Sony no Brasil, a entrada do Renascer Praise aconteceu após pesquisas e análises relativas ao trabalho realizado pelo grupo. “É um projeto criterioso, no qual em todas as pesquisas realizadas por nós apareciam o Renascer Praise com bastante frequência”, explicou.


Em sua fala, a Bispa Sonia disse estar feliz com a parceria e que esse momento é um reconhecimento do trabalho que o Renascer Praise realiza ao longo de 16 anos. “Essa parceria vem com selo de aprovação e reconhecimento, inclusive pelo mercado secular, daquilo que significa nosso trabalho dentro da música. Vejo esse momento como o resultado de uma grande entrega feita por todos aqueles que se dedicam e que entregam ao Senhor o seu melhor”, destacou a líder do grupo.


De acordo com o Apóstolo Estevam Hernandes, a composição com a Sony significa um crescimento e uma estrutura grandiosa para que a música gospel possa ser melhor difundida, além de um ganho para o mercado e para o Corpo de Cristo. “Eu acho que é um divisor de águas, porque todos nós sabemos o que a Sony representa como empresa em todos os setores e especialmente na musica, onde figura como a maior empresa do mundo. Essa parceria agrega efetivamente muita qualidade e muitas possibilidades de divulgação e distribuição do produto. Eu creio que ela nos coloca em um patamar pelo qual sempre lutamos”.


A parceria entre o Renascer Praise e a Sony já irá aparecer no próximo trabalho, que será gravado ao vivo no feriado de Tiradentes (21/4), em São Paulo. Segundo Maurício Soares, além da mídia CD o produto também será distribuído em bluray, tecnologia criada e dominada pela Sony. Durante a reunião, o representante da Sony, que veio do Rio de Janeiro para a assinatura do contrato com o Renascer Praise, aproveitou para conversar com a Bispa Fernanda Hernandes sobre detalhes da gravação, que vai gerar o 16º CD e DVD do grupo, e acontece no Museu do Ipiranga, em São Paulo.

Noticas Renascer

quinta-feira, 18 de março de 2010

Alguns curiosos nomes de “igrejas” no Brasil …

0 comentários
- Igreja da Água Abençoada
- Igreja Adventista da Sétima Reforma Divina
- Igreja da Bênção Mundial Fogo de Poder
- Congregação Anti-Blasfêmias
- Igreja Chave do Éden
- Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta (????)
- Igreja Batista Incêndio de Bênçãos
- Igreja Batista Ô Glória!
- Congregação Passo para o Futuro
- Igreja Explosão da Fé
- Igreja Pedra Viva
- Comunidade do Coração Reciclado
- Igreja Evangélica Missão Celestial Pentecostal
- Cruzada de Emoções
- Igreja C.R.B. (Cortina Repleta de Bênçãos)
- Congregação Plena Paz Amando a Todos
- Igreja A Fé de Gideão
- Igreja Aceita a Jesus
- Igreja Pentecostal Jesus Nasceu em Belém (do Pará?????)
- Igreja Evangélica Pentecostal Labareda de Fogo
- Congregação J. A. T. (Jesus Ama a Todos)
- Igreja Evangélica Pentecostal a Última Embarcação Para Cristo (quem perder vai ficar!!!)
- Igreja Pentecostal Uma Porta para a Salvação
- Comunidade Arqueiros de Cristo
- Igreja Automotiva do Fogo Sagrado
- Igreja Batista A Paz do Senhor e Anti-Globo
- Assembléia de Deus do Pai, do Filho e do Espírito Santo
- Igreja Palma da Mão de Cristo
- Igreja Menina dos Olhos de Deus
- Igreja Pentecostal Vale de Bênçãos
- Associação Evangélica Fiel Até Debaixo D’Água ( Corinthiano???????)
- Igreja Batista Ponte para o Céu
- Igreja Pentecostal do Fogo Azul
- Comunidade Evangélica Shalom Adonai, Cristo!
- Igreja da Cruz Erguida para o Bem das Almas
- Cruzada Evangélica do Pastor Waldevino Coelho, a Sumidade (de quê ?????)
- Igreja Filho do Varão (Opa!!! Se puxar o pai vai se dar bem!!!!)
- Igreja da Oração Eficiente
- Igreja da Pomba Branca
- Igreja Socorista Evangélica
- Igreja ‘A’ de Amor
- Cruzada do Poder Pleno e Misterioso
- Igreja do Amor Maior que Outra Força
- Igreja Dekanthalabassi
- Igreja dos Bons Artifícios
- Igreja Cristo é Show
- Igreja dos Habitantes de Dabir
- Igreja ‘Eu Sou a Porta’
- Cruzada Evangélica do Ministério de Jeová, Deus do Fogo
- Igreja da Bênção Mundial
- Igreja das Sete Trombetas do Apocalipse
- Igreja Barco da Salvação
- Igreja Pentecostal do Pastor Sassá
- Igreja Sinais e Prodígios
- Igreja de Deus da Profecia no Brasil e América do Sul
- Igreja do Manto Branco
- Igreja Caverna de Adulão
- Igreja Este Brasil é Adventista
- Igreja E.T.Q.B (Eu Também Quero a Bênção) (????????)
- Igreja Evangélica Florzinha de Jesus (p/ gays ???)
- Igreja Cenáculo de Oração Jesus Está Voltando
- Ministério Eis-me Aqui
- Igreja Evangélica Pentecostal Creio Eu na Bíblia
- Igreja Evangélica A Última Trombeta Soará
- Igreja de Deus Assembléia dos Anciãos
- Igreja Evangélica Facho de Luz
- Igreja Batista Renovada Lugar Forte
- Igreja Atual dos Últimos Dias
- Igreja Jesus Está Voltando, Prepara-te
- Ministério Apascenta as Minhas Ovelhas
- Igreja Evangélica Bola de Neve ( a batida ???)
- Igreja Evangélica Adão é o Homem
- Igreja Evangélica Batista Barranco Sagrado
- Ministério Maravilhas de Deus
- Igreja Evangélica Fonte de Milagres
- Comunidade Porta das Ovelhas
- Igreja Pentecostal Jesus Vem, Você Fica (Você senta, Jesus levanta????)
- Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo (????)
- Igreja Evangélica Luz no Escuro ( p/ os clientes da AMPLA e da Light ???)
- Igreja Evangélica O Senhor Vem no Fim (Só no fim?????)
- Igreja Pentecostal Planeta Cristo
- Igreja Evangélica dos Hinos Maravilhosos
- Igreja Evangélica Pentecostal da Bênção Ininterrupta
- Assembléia de Deus Batista A Cobrinha de Moisés
- Assembléia de Deus Fonte Santa em Biscoitão (????)
- “Igreija” Evangélica Muçulmana Javé é Pai
- Igreja Abre-te-Sésamo
- Igreja Assembléia de Deus Adventista Romaria do Povo de Deus
- Igreja Bailarinas da Valsa Divina
- Igreja Batista Floresta Encantada
- Igreja da Bênção Mundial Pegando Fogo do Poder
- Igreja do Louvre (e a do Prado ou do MOMA ???)
- Igreja ETQB, Eu Também Quero a Bênção
- Igreja Evangélica Batalha dos Deuses
- Igreja Evangélica do Pastor Paulo Andrade, O Homem que Vive sem Pecados (é o Cristo em pessoa!!)
- Igreja Evangélica Idolatria ao Deus Maior
- Igreja MTV, Manto da Ternura em Vida (pensei q. fosse a dos DJ’s !!!)
- Igreja Pentecostal Marilyn Monroe (???????)
- Igreja Quadrangular O Mundo É Redondo
- Igreja Evangélica Florzinha de Jesus (Londrina – PR)
- Igreja Pentecostal Trombeta de Deus (Samambaia – DF)
- Igreja Pentecostal Alarido de Deus (Anápolis – GO)
- Igreja pentecostal Esconderijo do Altíssimo (Anápolis – GO)
- Igreja Batista Coluna de Fogo (Belo Horizonte – MG)
- Igreja de Deus que se Reúne nas Casas (Itaúna – MG)
- Igreja Evangélica Pentecostal a Volta do Grande Rei (Poços de Caldas – MG)
- Igreja Evangélica Pentecostal Creio Eu na Bíblia (Uberlândia – MG)
- Igreja Evangélica a Última Trombeta Soará (Contagem – MG)
- Igreja Evangélica Pentecostal Sinal da Volta de Cristo (Três Lagoas – MS)
- Igreja Evangélica Assembléia dos Primogênitos (João Pessoa -PB)
- Ministério Favos de Mel (Rio de Janeiro – RJ)
- Assembléia de Deus com Doutrinas e sem Costumes (Rio de Janeiro – RJ) (sem costumes???)

Você sabe o que é o AUXÍLIO RECLUSÃO?

0 comentários
Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, a partir de 1º/1/2010 é de R$798,30 por filho para sustentar a família, já que o coitadinho não pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso. Mais que um salário mínimo que muita gente por aí rala pra conseguir e manter uma família inteira.

Ou seja, (falando agora no popular pra ser entendido)
Bandido com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das prisões, comer e beber nas costas de quem trabalha e/ou paga impostos, ainda tem direito a receber auxílio reclusão de R$3.991,50 da Previdência Social.
Qual pai de família com 5 filhos recebe um salário suado igual ou mesmo um aposentado que trabalhou e contribuiu a vida inteira e ainda tem que se submeter ao fator previdenciário?
Mesmo que seja um auxílio temporário, prisão não é colônia de férias.
Isto é um incentivo a criminalidade nesse pais , formado por corruptos e ladrões.

Não acredita?
Confira no site da Previdência Social.

Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS
( http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22 )

Pergunto-lhes:

1. Vale a pena estudar e ter uma profissão?
2. Trabalhar 30 dias para receber salário mínimo de R$510,00, fazer malabarismo com orçamento pra manter a família?
3. Viver endividado com prestações da TV, do celular ou do carro que você não pode ostentar pra não ser assaltado?
4. Viver recluso atrás das grades de sua casa?
5. Por acaso os filhos do sujeito que foi morto pelo coitadinho que está preso, recebe uma bolsa de R$798,30 para seu sustento?
6. Já viu algum defensor dos direitos humanos defendendo esta bolsa para os filhos das vítimas?
7. Vc acredita nas promessas dos politicos corruptos, ladrões eleitos pela grande massa de ignorantes em nosso pais?
8. Você acredita no discurso da polícia que está se esforçando pra diminuir a criminalidade?

quarta-feira, 17 de março de 2010

quase morrer

0 comentários
“Quase morrer não muda nada, morrer muda tudo”, eu estava assistindo tv hoje (03/03/2010 e um personagem de um seriado muito famoso falou essa frase.

E fui despertado para escrever sobre isso, sobre essa frase, que me impactou muito:

Morrer muda tudo, e Jesus fez isso pela gente, Ele morreu pra mudar, para salvar de nossos pecados. E você diz que ninguém se importa com você, ninguém liga pra você, o Nosso Salvador, que morreu e ressuscitou por nós, se importa com você, comigo, todos nós. E o que você está esperando? Entrega sua vida ao Senhor, confia Nele, e Ele tudo fará. Salmos 37:5


DJ Xina – membro da Igreja Internacional Emanuel de Paranavaí – PR, atua na rede de mídia da igreja local e como DJ Gospel.

Amor

0 comentários
O que é realmente o amor?
Não confunda estar amando e estar apaixonado. Amar é você conhecer a pessoa pelo centro. Saber os seus defeitos, mas mesmo assim, fica do seu lado.
Amar é saber que você não está sendo correspondido, mas mesmo assim ama na esperança de receber o mesmo amor de volta...
Amar é agradar, sem receber e nem ficar esperando algo de volta...
Amar não é um olhar para o outro, mas sim para a mesma direção.
O amor não é egoísta, só pensa em si mesmo, pelo seu bem prazer...
O amor suporta a dor...
O amor não vê cara, mas sim, coração, atitudes, comportamentos...
O amor quebranta corações
Quer ser amada (o)? Ame!
Estar apaixonado é conhecer pelos extremos, amar é conhecer pelo centro.
Eu amo, e você?

André L. C. do Nascimento; Membro da Igreja Internacional Emanuel de Paranavaí – PR – e DJ Gospel – audioxmusic@hotmail.com – twitter.com/djxina

Ex-BBB se converte e estará testemunhando na Primeira Igreja Batista de Italva

0 comentários
Quem não se lembra de Bruna do Big Brother Brasil 7? Depois de sair quase casada com o Alberto Caubói da sétima edição do Big Brother Brasil, a vida de Bruna Tavares mudou e, mudou muito.

“Agora sou de Jesus. Sou outra Bruna. Aquela do BBB 7 tinha dentro de si um enorme vazio”, disse Bruna.

Bruna, cumprindo cláusulas contratuais, posou para o site Paparazzo e outras revistas, mas a sua formação religiosa falou mais alto. Ela já freqüentava uma igreja evangélica, quando residia em Taió, Santa Catarina, sua terra natal.

A vida corrida das passarelas e a rotina de viagens pelo país fizeram com que rompesse o namoro com Alberto. Ele virou cantor sertanejo e ela passou a testemunhar a transformação que Cristo fez em sua vida.

Bruna já foi indagada por várias vezes sobre as fotos em que ela mostra sensualidade, e se ela se sentia constrangida, disse que não. “Àquela Bruna acabou, hoje a minha maior felicidade é falar do amor de Deus, principalmente o que Ele fez e vem fazendo em minha vida. A Bruna que estará no próximo dia 28/03 em Italva é uma outra Bruna”, disse.

Com 1,76 m de altura, loira e de olhos verdes era atração nas passarelas de eventos e desfiles em todo Brasil. Hoje, sua missão é outra, a de pregar a palavra de Jesus. “Por onde passo deixo o meu testemunho, enfatizando que ‘sou de Jesus’, pertenço somente a Ele”.

Em seu site oficial, Bruna é indagada por vários internautas o porquê desta mudança e pedem uma explicação:

“Para as pessoas que não me conhecem, realmente é de se espantar como uma pessoa que obteve fama e poderia sim, trilhar em uma carreira de modelo (que realmente ERA meu sonho), e se dar bem e obter tudo o que as pessoas costumam achar importante, e que abandona tudo e se deixa moldar pelo sobrenatural do Senhor Deus. Eu esclareço que simplesmente passei a sonhar os mesmos sonhos de Deus para mim, e automaticamente o sonho de ser modelo foi apagado no meu coração. Vou realmente usar o meu testemunho para mostrar o que Deus pode fazer com as nossas vidas, assim como Ele mudou a minha pode também modificar a de vocês! Hoje Deus usa a minha vida para proclamar as boas novas do evangelho. “Os meus sonhos, agora são os sonhos do Senhor! É necessário que Ele cresça e que eu diminua.” João 3:30.

Fonte: Folha de Italva / Rádio Gospel

Igreja maradoniana diz acreditar que Messi será o novo messias

0 comentários
Para os fiéis da excêntrica “Igreja Maradoniana”, o craque Lionel Messi será o novo messias na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Mas só atingirá esse status com a mão do deus, o técnico Diego Armando Maradona. “Apenas Diego pode fazer com que Messi atinja o mesmo nível do futebol que mostra pelo Barcelona”, disse Amez Hernan, um dos fundadores da igreja, fundada em 1998 em Rosário, na Argentina, e que conta com mais de 120 mil seguidores no mundo. “Temos o Deus como treinador e o Messias como jogador”, completou Amez.

Apesar das fortes críticas feitas a Maradona como técnico da Argentina pela imprensa local, os fiéis defendem a sua gestão. Para eles, o bom futebol exibido pelo veterano Juan Sebastián Verón, por exemplo, é tido como “o novo milagre maradoniano”.

Amez acredita que o próximo milagre de Maradona será a consagração de Messi na Copa e o surgimento de “um novo deus do futebol argentino”. Da mesma forma que Maradona conquistou o coração dos argentinos com a sua brilhante atuação na conquista da Copa do Mundo de 1986, no México, os seus apóstolos acreditam que agora será a vez de Messi dar alegria ao país.

“Maradona conseguiu, com a bola, o que grandes personalidades da política e religião não conseguiram: que a sociedade pudesse expressar a sua alegria. Podemos criticar Maradona em muitos aspectos da sua vida. Mas não cabe dúvida de que no futebol ele é um deus”, disse o devoto.

Como todas as congregações religiosas, a Igreja Maradoniana também tem bíblia e mandamentos próprios. Entre eles, amar o futebol sobre todas as coisas, declarar o seu amor incondicional pelo ex-jogador, defender a camisa da Argentina, difundir os milagres do ídolo no mundo, adotar o nome dele como seu segundo nome e colocar o nome de Diego no seu filho.

A igreja tem até uma versão do Pai Nosso, que diz: ‘Diego nosso que estás na terra. Santificado seja o teu pé esquerdo”. Eles celebram o Natal em 30 de outubro, data do nascimento de Maradona, que está com 48 anos.

Fonte: Uol

“Em Deus confiamos” frase impressa no dólar é constitucional diz tribunal nos EUA

0 comentários
Um tribunal federal da Califórnia decidiu na quinta-feira, por dois votos a um, que as referências a Deus no dólar e no juramento de lealdade à bandeira dos Estados Unidos, recitado em algumas escolas públicas, não constituem um doutrinamento religioso por parte do Estado.

O caso foi levado à justiça por Michael A. Newdow, que considera as referências a Deus no juramento de lealdade e na moeda nacional contrários à Constituição americana.

“O juramento é constitucional”, decidiu a corte a respeito da promessa solene que fazem todas as manhãs à bandeira os alunos de escolas públicas e que inclui a frase “One nation under God” (“Uma nação sob Deus”).

A referência foi adicionada ao juramento em 1954 pelo presidente Dwight Eisenhower.

Em relação ao dólar, a frase “In God we trust” (“Em Deus confiamos”) está impressa em todas as moedas e cédulas americanas.

“O juramento serve para unir a nossa vasta nação com a recitação orgulhosa de alguns dos ideais sobre os quais se fundou nossa república e pelos quais continuamos lutando”, afirmaram os dois juízes que decidiram contra a ação.

Fonte: AFP / Gospel Prime

Após prisão de 3 membros, pastor defende Igreja Mundial

0 comentários
Depois da prisão de 3 pastores da Igreja Mundial do Poder de Deus, de Três Lagoas, com fuzis que seriam levados ao Rio de Janeiro, o vice-presidente do Conselho de Pastores do Município, Doralício Delgado, saiu em defesa da congregação.

Em entrevista à rádio de Três Lagoas, onde os presos atuavam na evangelização, Doralício disse que o envolvimento dos pastores com facções criminosas cariocas “é um caso isolado”.

Os pastores Sebastião Braz da Fonseca Neto, de 42 anos, e Francisco Ferreira Moura, de 36, foram presos está semana pela Polícia Rodoviária Federal, em Miranda.

Sebastião estava em Três Lagoas já há um ano, mas não tinha envolvimento no Conselho, garante Doralício. Na cidade, cerca de 73 % das igrejas estão filiadas ao conselho, que já existe há 10 anos.

Segundo ele, no município “há pastores honestos, sérios, honrados, e dignos de confiança”.

O 1º templo da Igreja Mundial do Poder de Deus foi criado em Sorocaba (SP) e em Três Lagoas já existe há mais de 10 anos.

Na quarta-feira passada, a PRF flagrou os membros da igreja em Miranda, com sete fuzis que tinham como destino São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro.

Segundo a PRF, o armamento tinha como destino o morro do Martins. No mesmo lugar eles realizavam cultos à comunidade.

Um dos pastores seria amigo de infância de um dos chefões do tráfico do morro, onde também existe um templo da Igreja Mundial.

As armas estavam em um Vectra, escondidas em compartimento de fundo falso nas portas dianteira e traseira e assento traseiro do carro.

Quando abordados, eles disseram que tinham ido à Bolívia, para fazer uma pregação aos fiéis.

As armas estavam desmontadas para que pudessem ser acondicionadas e envolvidas por material adesivo plástico, são de fabricação norte-americana, marca Bushmaster, Modelo M-15.

Depois da prisão dos dois, em Campo Grande a PRF localizou um terceiro homem, Felipe Jorge da Silva Freitas, de 36 anos, que também se identificou como pastor. Ele foi preso no bairro Nova Bandeirantes.

Com Sebastião e Felipe Jorge foram apreendidos R$ 2,5 mil, que teriam recebido do entregador das armas para despesas da viagem, e R$ 4 mil, arrecadadoa de fiéis nas cidades de Corumbá e Ladário.

O trio contou que ainda receberia R$ 20 mil para levar o armamento até o Rio e foi levado para a Superintendência da PF (Polícia Federal) em Campo Grande.

Fonte: Campo Grande News

P.O.D.: Confirmado show em Porto Alegre

0 comentários
Foi confirmado show da banda californiana P.O.D. na capital dos gaúchos, Porto Alegre.
Em sua nova turnê chamada “South American Tour” (Turnê na América do Sul), P.O.D. também passará por Goiânia (20/03), Belo Horizonte (21/03), São Paulo (25/03), Rio de Janeiro (26/03), Recife (27/03) e Vitória (28/03). A dúvida persistia em relação ao show de Porto Alegre, uma vez que não está publicado no site oficial da banda.
A pedido de leitores do site a equipe do Gmusica entrou em contato com a NEC Produtora, responsável pelo show em Porto Alegre, e confirmou as informações. Segundo a Produtora o show foi marcado de última hora e por isso ainda não foi alterado no site da banda.
P.O.D. em Porto Alegre
Data: 23/03/2010
Horário: 21 Horas
Local: Casa do Gaúcho (http://www.centroeventoscasadogaucho.com.br/)
Ingressos:
Pista: 1º Lote – R$ 60,00; 2º Lote – R$ 80,00
Camarote: 1º Lote – R$ 100,00; 2º Lote – R$ 120,00
Pontos de Venda:
Lojas Trópico
Shopping Total
(51)3018-7156
Barra Shopping
(51)3257-9270
Bourbon Ipiranga
(51)3062-9111
Praia de Belas
(51)3232-0112
Moinhos de Vento
(51)3062-2055
Iguatemi
(51)3273-6790
Venda oficial de ingressos online:
http://www.ticketbrasil.com.br

Maiores Informações:
(51)8402-4148
contato@necprodutora.com.br
www.necprodutora.com.br
Fonte: NEC Produtora / Gospel+

Lula humilha Israel

0 comentários
Lula recusa depositar flores no túmulo do fundador do moderno Estado de Israel

Julio Severo
Eu fico imaginando o que aconteceria se, em visita ao Brasil, uma autoridade israelense declarasse no Congresso Nacional em Brasília gafes que humilhassem o Brasil.
Os israelenses não seriam capazes dessa descortesia. Eles são tão educados e civilizados que permitiram, como demonstração de carinho pelo povo brasileiro que representa uma grande parcela dos turistas que visitam Israel, que Lula discursasse no Parlamento de Israel.
Nada de retribuir carinho. Lula aproveitou a oportunidade para criticar Israel.
Essa foi a única visita que Lula fez a Israel. Essa, aliás, foi a única visita que um presidente brasileiro fez a Israel. As marcas deixadas são de uma ideologia doentia — que tolera tudo o que a Cuba comunista faz contra seu próprio povo, mas critica Israel por defender seu povo e sua terra.
Como se fosse pouco humilhante um presidente estrangeiro humilhar Israel em seu próprio Parlamento, Lula foi mais longe. Ele se recusou a fazer o que todos os presidentes que visitam Israel fazem: depositar flores no túmulo de Theodor Hezrl, considerado o fundador do moderno Estado de Israel.
Evidentemente, Lula deve ter ficado horrorizado, pois diferente de seu amigo Fidel Castro, que tem as mãos sujas de sangue inocente, e diferente de muitos de seus próprios assessores, ligados a grupos terroristas comunistas que derramaram sangue inocente no passado, Theodor Hezrl nunca derramou sangue de ninguém.
Não lhe perguntem o que ele acha de Hezrl ter tido a idéia de ajudar o Estado de Israel ressurgir dos escombros da História…
Hoje, Lula depositou flores no túmulo de Yasser Arafat, considerado o fundador do moderno Estado da Palestina, estabelecido em terras israelenses. Ele fez isso como demonstração de seu respeito e carinho.
Muito diferente de Hezrl, as mãos, os pés, a cabeça e tudo o mais de Arafat estão sujíssimos de sangue. Em seus ataques terroristas, Arafat não poupava ninguém, nem crianças de ônibus escolares, que eram explodidos pelas bombas do grupo terrorista OLP, fundado por Arafat.
No entanto, Lula sabe dissimular. Em Israel ele visitou o Museu do Holocausto, depositou flores e disse: “Nunca mais, nunca mais, nunca mais!” Daqui a dois meses, ele estará visitando Mahmoud Ahmadinejad, que nega o Holocausto: “Nunca mais o que, companheiro Lula? Aquilo nunca aconteceu!”
Ahmadinejad quer a todo custo fabricar armas nucleares. E ele não faz segredo nenhum de seu objetivo: Destruir Israel. Matar judeus.
Na agenda de Lula, não está nenhum discurso no Parlamento do Irã criticando Ahmadinejad ou a bomba para destruir Israel. Eles são amigos, e amigos merecem respeito e carinho. Fidel Castro e Hugo Chavez são testemunhas da fidelidade de Lula aos amigos.
Se em suas várias visitas a Cuba Lula nunca criticou o governo cubano, por que ele faria isso agora com o companheiro Ahmadinejad?
Se Ahmadinejad conseguir concretizar seus sonhos, Lula terá novamente a oportunidade de dissimular e depositar flores no 2º Museu do Holocausto, que terá de ser construído distante da terra de Israel, que estará então contaminada por forte radioatividade.
Lula repetirá de novo: “Nunca mais, nunca mais, nunca mais!” E Ahmadinejad lhe fará coro, acrescentando: “Israel nunca mais, nunca mais! Israel nunca mais, nunca mais!”
Versão em inglês deste artigo: Lula humiliates Israel
Fonte: www.juliosevero.com

Lula, o intrometido

0 comentários
Não, a ditadura de Fidel Castro jamais considerou Lula um intrometido. Aliás, em sua recente visita a Cuba, Lula preferiu não defender um negro que, depois de anos de injustificada prisão e tortura, morreu também de greve de fome. Lula não teve dó nem piedade dele. Afinal, ele era culpado de um crime horrível: discordar do paraíso comunista cubano. Já viu crime pior que esse?
Além disso, foi um erro — na opinião modesta de Lula — o homem apelar para uma greve de fome, deixando de comer a miserável ração que o governo bondosamente fornece. O certo era ele ficar vivo para continuar sofrendo torturas. No passado, Cuba usava muito o paredón de fuzilamento, mas provavelmente com a escassez de balas, torturas sejam mais econômicas. Por pior que possa parecer, o cubano grevista foi apenas uma das dezenas de milhares de inocentes aniquilados pelo governo cubano, que só quer o “bem” de seu próprio povo.
É evidente que, se Lula não fosse socialista, a mídia socialista jamais perdoaria: “Lula racista! Falso defensor dos direitos humanos!” Mas a amizade dele com Fidel Castro e Hugo Chavez garante perdão imediato e automático e vista grossa da imprensa, que também não se importa com negros e outros que perecem sob governos comunistas.
Os negros e outras minorias são muito úteis para a ideologia socialista, mas são descartáveis quando se revoltam contra a escravidão que os governos socialistas impõem sobre suas populações. É por isso que Lula tomou a decisão de não interferir nos “assuntos internos” de Cuba.
O caso do infeliz negro cubano não comoveu os ativistas brasileiros de direitos dos negros, nem os levou a vociferar queixas contra o alegado supremo benfeitor de sua causa na presidência do Brasil. Afinal, Lula tem o compromisso fervoroso de apoiar a causa comunista de Fidel e a causa dos militantes negros, desde que não interfiram na causa suprema — “Venha o reino de Karl Marx. Seja feita a vontade dele!”
Na visão socialista utópica de Lula, Fidel Castro e seu governo são vítimas da tirania da livre expressão de cidadãos cubanos que recusam enxergar os benefícios de uma vida subjugada debaixo da coleira socialista. Opressão verdadeira é o governo sofrer a resistência de um povo ignorante contra o “direito soberano” do Estado de controlar os cidadãos a ferro e fogo. Para Lula, esse é o pior tipo de opressão. Portanto, e daí se ele achasse que a morte do negro na bolorenta prisão comunista é a morte de mais um “opressor” contra as maravilhosas forças libertadoras do Estado laico?
No que depender de Lula e Fidel, todo cidadão anti-socialismo deveria fazer greve de fome permanente, sem direito a intervalo.
Admirador inegável da agenda gay, Lula teria apenas uma palavra parafraseada de Oscar Wilde para negros, cristãos e outros oprimidos pelo paraíso de Fidel: “A melhor maneira de vencer o comunismo de Fidel é entregando-se a ele!”
Lula aplicaria essa palavra a muitos outros exemplos.
Contudo, ele jamais faria isso com Israel.
O governo brasileiro, que tem votado sistematicamente contra Israel no Conselho de Segurança da ONU desde que Lula assumiu a presidência em 2003, nunca condenou as gravíssimas violações de direitos humanos do Sudão, Cuba, Irã, Coreia do Norte, etc., onde centenas de milhares de cristãos têm sido torturados e mortos. Filosofia de Lula: Para os amigos, tudo. Para os “inimigos”, nada.
Se o pobre negro fosse palestino e tivesse sido vítima de Israel, Lula certamente apelaria para reações mais drásticas. (“Ei, companheiro Ahmadinejad, por que tanta demora? Você vai ou não fabricar a bomba?”)
Certamente, Lula nunca ficaria calado sobre a morte do negro. Mas como o pobre coitado “escolheu” ser vítima do amigo cubano de Lula, a única solução era mesmo a morte de fome.
Agora, Lula está visitando Israel e os palestinos nos territórios judaicos ocupados por eles. Ah, finalmente, o homem reconheceu — depois de quase uma década visitando os países inimigos de Israel sem tocar um dedo do pé na terra de Abraão, Isaque e Jacó — que precisa também viajar pelo menos uma vez a Israel.
Não é uma visita de cortesia, embora Shimon Perez, o presidente de Israel, seja tão socialista quanto ele. Na verdade, o homem do PT espera obter de alguma forma a posição de “mediador” da paz entre israelenses e palestinos. Ele quer, em resumo, um papel importante nas pressões internacionais que querem forçar os judeus a entregar para os árabes palestinos metade da terra que Deus deu em promessa a Abraão, Isaque e Jacó.
Ei, não comecem a julgar Lula. Ele faz isso porque não crê em Deus e suas promessas. Existe o livre arbítrio, não é? Todos têm direito de combater o que Deus promete. Lula está apenas exercendo seu direito laico de intromissão nos assuntos internos de Israel. Além disso, ele quer apenas mudar a balança brasileira, onde multidões de evangélicos brasileiros visitam Israel todos os anos como gesto de apoio ao povo judeu.
A visita de Lula representa o lado mais sombrio do Brasil. Ele estará representando os brasileiros que não aceitam de forma alguma a aliança de Deus com o povo judeu.
Eu não sei bem o que pode acontecer com um homem que se coloca como intrometido bem no meio de uma questão que Deus já deixou plenamente resolvida. A terra de Israel já foi dada. Ponto final — de Deus, não do homem. Se Lula quer dar terras aos palestinos, ele que dê suas propriedades pessoais.
Entretanto, sei o que poderia ter acontecido se Lula tivesse usado seu talento de intromissão entre Fidel Castro e um pobre súdito cubano de pele escura. Mas ninguém defendeu o homem, que morreu de forma horrível. Lula estava lá, em seu confortável camarote presidencial, assistindo, de pipoca e coca-cola (eufemismo para cachaça) na mão, os últimos minutos do espetáculo de um solitário cidadão cubano contra a tirania comunista. No final: final infeliz — para o negro cubano. Pelo menos, Lula pôde aproveitar a pipoca e a coca-cola.
No caso de Israel, a pretensão de Lula de ser um “mediador da paz” entre israelenses e palestinos é apenas um eufemismo para “intrometido”, termo que segundo o Dicionário Aurélio significa “Que se mete no que não lhe diz respeito; metediço, metido, adiantado, indiscreto; abelhudo, intrometidiço”.
Diante dos ditadores, a intromissão necessária de Lula desaparece enquanto os oprimidos morrem. Centenas de milhares de cristãos torturados e mortos no Sudão, Cuba, Irã e Coreia do Norte parecem não ter nenhum efeito na consciência (ou falta de consciência) de Lula.
Diante de Deus e suas promessas, Lula ergue o nariz e diz: “Ninguém vai me impedir de entrar nessa! Eu faço o que eu quero e viajo aonde quero com o dinheiro dos meus súditos!”
Na agenda de viagens de Lula este ano, também está uma visitinha ao presidente do Irã, o companheiro Ahmadinejad, que vive prometendo destruir Israel e acabar com os judeus.
Será que Lula conseguiria pensar em visitar Ahmadinejad ou chamá-lo de amigo se o líder islâmico tivesse prometido destruir os ditadores Fidel Castro e Hugo Chavez?
Chavez é amigo de Ahmadinejad, e ambos têm amizade com Lula. Ambos também apóiam grupos terroristas contra Israel.
No entanto, vamos ver quem vai vencer no final.
Só temo pelo Brasil, pois embora Lula tenha todo direito de fazer papel de companheiro do Hamã moderno contra os judeus e sua terra, uma nação inteira pode sofrer as conseqüências das decisões de um homem beberrão e irresponsável.
Versão em inglês deste artigo: Lula, the meddler
Fonte: www.juliosevero.com
Loading...

Advertisement

 

Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com