quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Traduções e atualizações legitimas da Biblia


"Coube a João Ferreira de Almeida a grandiosa tarefa de traduzir pela primeira vez para o português o Antigo e o Novo Testamentos. Nascido [de família católica] em 1628 em Torre de Tavares, nas proximidades de Lisboa, João Ferreira de Almeida [que, após o falecimento prematuro dos pais, foi criado por um clérigo católico], quando tinha doze anos de idade, mudou-se para o sudeste da Ásia. Após viver dois anos na Batávia (atual Jacarta), na ilha de Java, Indonésia, Almeida partiu para Málaca, na Malásia, e lá, através da leitura de um folheto em espanhol acerca das diferenças da cristandade, converteu-se do catolicismo à fé evangélica [e fez sua pública confissão de fé logo depois, ainda com 14 anos de idade]. No ano seguinte [1653, aos quinze anos de idade] começou a...

pregar o evangelho no Ceilão e em muitos pontos da costa de Malabar [nas Igrejas Reformadas Holandesas. Ministrava em português, a língua que muitos falavam, pois só fazia um ano que Portugal havia perdido o controle da região] [Também em 1653 traduziu do espanhol para o português um resumo dos Evangelhos e das Epístolas.]

"Não tinha ainda dezessete anos de idade quando iniciou o trabalho de tradução da Bíblia para o português [baseou-se em versões em francês, italiano, espanhol e latim; começou em 1644 e terminou em 1645], mas lamentavelmente ele perdeu o seu manuscrito e teve de reiniciar a tradução em 1648 [aos vinte anos de idade].

"[Dedicou-se ao estudo das línguas originais com grande empenho e, depois,] Por conhecer o hebraico e o grego, Almeida pode se utilizar dos manuscritos dessas línguas, calcando sua tradução no chamado TEXTUS RECEPTUS, do grupo bizantino. Durante esse exaustivo e criterioso trabalho, ele também se serviu das traduções holandesa, francesa (tradução de Beza), italiana, espanhola [todas elas baseadas no TR] e latina (Vulgata).

[Em 1656, aos 28 anos de idade, já depois de tanto trabalhar como frutífero "auxiliar", finalmente foi ordenado como pastor da Igreja Reformada da Holanda. Casou-se com a filha de um pastor. Deu início ao seu trabalho como missionário no Sri Lanka (então Ceilão) e na Índia.] [Bem mais tarde, regressou à Batavia (hoje Jakarta) e lá continuou o seu ministério sagrado em uma igreja portuguesa local.]

"Em 1676 [aos 48 anos de idade], João Ferreira de Almeida concluiu a tradução do Novo Testamento, e naquele mesmo ano remeteu o manuscrito para ser impresso na Batávia; todavia, o lento trabalho de revisão a que a tradução foi submetida levou Almeida a retomá-la e enviá-la para ser impressa em Amsterdã, Holanda. Finalmente, EM 1681 SURGIU O PRIMEIRO NOVO TESTAMENTO EM PORTUGUÊS, ...

"Logo após a publicação do Novo Testamento, Almeida iniciou a tradução do Antigo, e ao falecer, em 6 de agosto de 1691 [aos 53 anos de idade], ele havia traduzido até Ezequiel 41:21. Em 1748, o pastor Jacobus op den Akker, de Batávia [Jakarta], (que, juntamente com Cristovão Teodósio Walther, reiniciara o trabalho interrompido por Almeida), publicou o primeiro dos dois tomos da Bíblia e, cinco anos depois, EM 1753, PUBLICOU A PRIMEIRA BÍBLIA COMPLETA EM PORTUGUÊS, EM DOIS VOLUMES. ..."

ATUALIZAÇÕES (BASEADAS OU NÃO NO TR) DA ALMEIDA. OUTRAS BÍBLIAS NO BRASIL

- Em 1819 a Bíblia de Almeida foi pela 1a. vez publicada em um só volume. Foi impressa na gráfica de R. E. A. Taylor, Londres, mas nossa cópia não diz quem a distribuiu. Revisa muito pouco o texto original de Almeida (basicamente apenas quanto erros tipográficos e de ortografia e quanto colocar alguns versos em ordem mais direta, sem influência do TC de W-H, que ainda não existia).
- Em 1840 / 1848, a Bíblia de Almeida sofreu sua 1a. revisão um pouco mais significativa (ainda basicamente apenas quanto erros tipográficos) , pela Sociedade Bíblica Americana, copiando o nome "Revista e Emendada" da 4a impressão do NT de Almeida em 1773.
- Em 1847 a Bíblia de Almeida sofreu uma revisão independente (ainda basicamente apenas quanto erros tipográficos e de ortografia e quanto colocar alguns versos em ordem mais direta, sem influência do TC de W-H, que ainda não existia), pela Trinitarian Bible Society (fundada em 1831, em reação ao ecumenismo e heresias toleradas pela British and Foreign Bible Society), passando a ser conhecida como "Almeida Revista e Reformada".
- Em 1872 foi publicada, em Londres, a "Almeida Revisada e Reformada".
- Em 1874 / 1875 foi publicada a "Almeida Revista e Correcta".
- Em 1879, a Sociedade de Literatura Religiosa e Moral do Rio de Janeiro publicou "A Primeira Edição Brasileira do Novo Testamento de Almeida".
- Em 1894 foi publicada na Inglaterra, para uso em Portugal, a "Almeida Revista e Corrigida". Até aqui, todas as Bíblias "protestantes" em português são basicamente fiéis ao TR.
- Em 1898 / 1899 foi publicada na Inglaterra, pela Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, para uso no Brasil, a "Almeida Revista e Corrigida", talvez já introduzindo 0,1% do TC de WH, publicado em 1881.
- Em 1917 as influências de Westcott-Hort, do criticismo textual e do revisionismo já havendo alcançado o Brasil, a corrompida United Bible Societies publicou a "Tradução Brasileira", 100% baseada no TC e equivalente à "English Revised Version" de 1881. Teve como consultores ilustres eruditos, mesmo que descrentes: Rui Barbosa, José Veríssimo, Heráclito Graça, etc. Foi rejeitada pela maioria dos crentes.
- Em 1902 foi publicado em Lisboa, por Janellas Verdes, o NT da "Almeida Revista e Correcta".
- Em 1929 a Trinitarian Bible Society publicou a "Almeida Correcta".
- Em 1931 a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira publicou a "Tradução dos Originaes Hebraico e Grego", 7%TC, rejeitada pela maioria dos crentes.
- Em 1948 a Trinitarian Bible Society publicou a "Almeida Revista e Reformada", 100% fiel ao TR;
- Em 1943 / 1944 (só NT) a Bíblia foi pela primeira vez impressa e publicada no Brasil, pela Imprensa Bíblica do Brasil (fundada em 1940, filha da Convenção Batista Brasileira; tornou-se pessoa jurídica em 1942) Já continha talvez 0,5% do TC.
- Em 1948, 1951 a "Almeida Revista e Corrigida" foi revisada pela Imprensa Bíblica do Brasil talvez já introduzindo 1,5% do TC. Bastante grave, mesmo que ainda longe das Bíblias 7% TC.
- Em 1955 a "Almeida Revista e Corrigida" (alegam que basicamente igual à ARC de 1898 /1899) foi impressa na Grã-Bretanha, por William Clowes and Sons Ltd., para distribuição através da SBB- Sociedade Bíblica Brasileira, da SBBE- Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, e da SBA- Sociedade Bíblica Americana. Em 1968/1969 e 1995 a ARC foi revisada pela Sociedade Bíblica Brasileira (fundada em 10.6.1948), talvez terminando por ter 2% do TC. Bastante grave, mesmo que ainda longe das Bíblias 7% TC.
- Em 1955/1956, 1958/1959, 1975 e 1993/1995 a Sociedade Bíblica do Brasil publicou a "Almeida Revista e Atualizada", totalmente baseada no TC (por isso, foi desleal e vergonhoso golpe publicitário que tenha usurpado o nome Almeida: a Atualizada se desviou inaceitavelmente de Almeida e do seu texto grego e da sua tradução original!). A Atualizada equivale à "Revised Standard Version", de 1952. Lamentavelmente, pela primeira vez, uma Bíblia 7% TC começou a também ser aceita entre os "protestantes" brasileiros; ademais, embora não confessando isto, demasiadas vezes se afasta da tradução formal e dá os primeiros grandes passos rumo ao pleno (e muito condenável) método de tradução por equivalência dinâmica) .
- Em 1967 e 1986 a Imprensa Bíblica do Brasil publicou o que ficou conhecida como "Almeida Revisada de Acordo com os Melhores Textos", na realidade baseada nos piores textos, sendo 7% TC (por isso, também não deveria ter usado o nome Almeida), e com extensivo uso de variantes e de destrutivos colchetes e notas de rodapé.
- Em 1973 (NT, adotado por romanistas e ecumênicos) e 1988 (VT+NT) a Sociedade Bíblica do Brasil (já formalmente casada com a UBS - United Bible Societies, de quem sempre foi namorada) lançou a "BLH - Bíblia na Linguagem de Hoje", 7% TC, não é tradução mas sim abjeta paráfrase. A edição de 2000 passou a ser chamada "NBLH - Nova Bíblia na Linguagem de Hoje" ou "NTLH - Nova Tradução na Linguagem de Hoje".
- Em 1981 a Editora Mundo Cristão lançou "A Bíblia Viva" (seu Novo Testamento é vendido como "O Mais Importante é o Amor"), 7% TC, não é tradução mas sim abjeta paráfrase. Este texto está sob o copyright da International Bible Society.
- Em 1990 a Editora Vida publicou a "Almeida Edição Contemporânea". Apesar da alegação de que partiu da Almeida Revista e Corrigida e, basicamente, apenas a "limpou de arcaísmos", na realidade talvez seja na ordem de mais de 3% TC.
- Em 1992/1993, a Sociedade Bíblica Internacional editou e a Editora Vida imprimiu e publicou o NT da "NVI - Nova Versão Internacional", totalmente TC, traduzida pelo condenável método de equivalência dinâmica. A Bíblia completa será publicada em 2001.
- Em 1994 e 1995, depois de um trabalho tanto longo (o Novo Testamento já havia sido lançado em 1974) quanto de extremos cuidados, a Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil lançou a "Almeida Corrigida e Revisada, Fiel ao Texto Original", também conhecida simplesmente como "ACF - ALMEIDA CORRIGIDA, FIEL", 100% TR, traduzida com suprema competência pelo mais rigoroso método de equivalência formal-literal, e, ao mesmo tempo, escrita em português natural, fluente e sem arcaísmos. Pequena revisão foi feita em 1995.
- Crentes alertados e fiéis não usam as Bíblias Jerusalém (1981, 1992 - romanista-ecumênica), Vozes (romanista), Novo Mundo (distorção pelos Testemunhas de Jeová), traduções do Padre Antônio Pereira de Figueiredo, Padre Matos Soares, Padre Humberto Rhoden, Padres Capuchinhos, Monges Beneditinos, Pastoral, TEB - Tradução Ecumênica da Bíblia, TOB - Traduction O ecuménique de la Bible, etc.., todas elas 7% TC e favorecendo heresias de seitas.

fimdosdias.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Loading...

Advertisement

 

Copyright 2008 All Rights Reserved Revolution Two Church theme by Brian Gardner Converted into Blogger Template by Bloganol dot com